Ana Paula Valadão responde críticas de seguidora no Instagram sobre roupas

Ana Paula Valadão usou suas redes oficiais para rebater comentários críticos feitos por seus seguidores contra a linha de roupas do ministério Diante do Trono, o DT Wear.

Ao divulgar uma peça da linha em sua conta oficial no Instagram, Ana Paula se deparou com uma seguidora que questionou sobre o Diante do Trono vender produtos como roupas e ainda anunciar que essas roupas levam ao céu. A líder do ministério, no entanto, não ficou calada. Ele comentou também logo abaixo, mencionando a seguidora.

Ana Paula disse a usuária que assim como ela trabalhava para ganhar seu dinheiro, isso também era direito dela. Para a vocalista do DT, o que ela faz é apenas ter ideias que levam a mensagem às pessoas. Valadão foi mais contundente ainda, e disse que ao contrário do que a seguidora disse, suas roupas não levam ninguém para o céu.

A pastora da Lagoinha confessou também que não aguentava fazer um trabalho tão bonito, com a melhor das intenções, e ainda tinha que aguentar ser julgada pelos críticos:  “Se você não quiser comprar, não tem problema algum. Mas não peque com suas palavras, ferindo pessoas como eu”, completou Ana Paula.

Houve quem concordasse com Ana Paula, e houve quem concordasse com a seguidora que fez a crítica. O que chamou a atenção foi o fato da líder do Diante do Trono ter respondido o comentário da usuária, já que ela não é muito de fazer isso, principalmente quando se trata de uma crítica. Para ela, é melhor calar do que criar algo maior.

Confira abaixo a resposta completa:

ana insta

Vista, sinta e seja a palavra
A linha DT Wear traz roupas masculinas e femininas, com preços baixos, de 49,90 até preços mais salgados, de 220,00 em alguns vestidos. O Diante do Trono segue a mesma tendência de outros ministérios, como do Thalles Roberto e também de André Valadão, ex-Diante do Trono. Aline Barros também vende produtos, tendo inclusive uma empresa de colchões mais sofisticados. O tema levanta discussão: de um lado, cristãos criticam a venda de produtos como roupas e outros utensílios que não sejam livros, cds e dvds pelos cantores e ministérios, de outro lado temos os cantores dizendo que isso tudo é em prol do reino, e que a palavra está sendo pregada com isso. E quem não concorda, há que se lembrar de algo: está dando certo! Por isso, espera-se que por um bom tempo ainda veremos nas prateleiras os tênis do Thalles, vestidos da Ana Paula, perfumes da Aline Barros, e tantos outros que já estão em circulação no mercado.

E você, já adquiriu algum produto desses? O que você acha? Comente!

Tadeu Ribeiro
[email protected]