Após polêmicas, Perlla deixa música gospel e decide voltar ao funk: “A saudade ficou”

A cantora Perlla Castilhol decidiu abandonar seu ministério na música gospel para retomar sua carreira no funk, onde surgiu para o cenário nacional. A decisão ocorre após cinco anos de sua conversão ao Evangelho.

Portais de internet publicaram a notícia na última sexta-feira, 30 de junho, com grande destaque, já que Perlla era considerada a “rainha do funk melody” quando decidiu abandonar a carreira em 2011, investir em seu relacionamento com Cássio Castilhol e trilhar o caminho da música gospel.

À época, o jornal Extra noticiou que Cassio teria dito à cantora para abandonar a carreira no funk: “Ou sua carreira, ou eu”. Posteriormente, ela foi vista cantando em uma igreja e, na sequência, anunciou que estava realmente se aposentando dos palcos. A mídia não tardou a substitui-la como principal figura feminina no funk pela, então, MC Anitta.

Perlla assinou contrato com a gravadora Central Gospel Music, onde lançou o álbum “Minha Vida Mudou” em 2013, e no ano seguinte, “Noite de Paz – Canções para Celebrar“, pela gravadora Deck Disc.

Convicção?
Em fevereiro de 2016, a Record TV exibiu uma matéria com Perlla e deixou a entender que a cantora estaria receptiva a propostas para voltar a cantar músicas seculares. Com a repercussão, de imediato a especulação foi negada.

“Confesso para vocês que eu fiquei bastante assustada, porque nós gravamos três dias com o Câmera Record e eu falei inclusive, muitas vezes, do que Deus tem feito na minha vida, da transformação. E encerrou a matéria com o [DJ] Marlboro falando, fazendo aquele apelo para que eu voltasse para o funk”, comentou Perlla na ocasião.

“Falei, não só para o Marlboro, mas para todas as pessoas durante os três dias [de gravação] que eu não iria voltar, que eu estava muito feliz com o que o Senhor tinha feito, que eu sabia das promessas que Deus tinha para a minha vida e do chamado que Deus tem para a minha vida. Então, você que está achando que eu vou voltar para o funk, eu não vou voltar”, definiu.

Por fim, a cantora havia dito que fazia “cinco anos que tinha voltado para Jesus” e estava satisfeita: “Quem mudou a minha vida foi o Senhor, não foram as pessoas. Foi Jesus quem transformou a minha vida. Então não vai ser uma matéria, não vão ser pessoas que vão fazer com que eu venha mudar aquilo que Deus fez”, concluiu.

Roda de samba
Antes das notícias de que irá retornar a cantar funk, Perlla se envolveu em uma polêmica com o pastor Otoni de Paula por ter participado de uma roda de samba da rádio O Dia FM, do Rio de Janeiro.

De imediato, o pastor Otoni de Paula – que também é vereador no Rio de Janeiro – suspendeu a participação de Perlla em um congresso de adolescentes de sua igreja, e afirmou que embora respeitase a cantora, não poderia leva-la ao evento sabendo de sua participação no evento secular.

A resposta da assessoria de imprensa da cantora ao episódio foi de negar a intenção de abandonar a carreira gospel, afirmando que Perlla tinha aceitado o convite para o evento como oportunidade de contar seu testemunho, e voltaria a cantar músicas românticas, mas não voltaria a interpretar as antigas canções de sua carreira secular.

Na ocasião, disse estar preparando um novo álbum gospel, que seria lançado pela gravadora Mess Entretenimento, e que o single “Passinho Diferente“, gravado com o cantor Tonzão, havia sido lançado. A letra diz “chega de dar passos errados, vem dar um passinho pro bem”.

Agora, tudo foi mudado, e Perlla admitiu ao jornal Extra que retomará sua carreira no funk: “Quero voltar a levar minha alegria para as pessoas. Antes, eu estava em outra vibe, com outros pensamentos, imaginava que não dava para conciliar a minha religião com essa carreira artística, mas descobri que posso continuar sendo a Perlla que eu sempre fui porque a saudade ficou”, disse.

Perlla é membro da Igreja Batista da Lagoinha na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, onde o casal Filippe e Mariana Valadão são pastores. De acordo com informações repassadas pela assessoria de imprensa ao JM Notícia, ela e a família continuarão frequentando os cultos e participando da comunidade, mas a cantora não irá mais atuar na música gospel.

(Gospel+)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *