Band decide investigar denúncia de tráfico de crianças da Igreja Universal

A TVI de Portugal começou uma série de reportagens especiais investigativas, com o intuito de averiguar a regularidade e legalidade de diversas adoções intermediadas pela Igreja Universal do Reino de Deus no país. Segundo relatos de vítimas, a igreja manteve, durante muitos anos, um esquema ilícito de tráfico de crianças como se fosse um procedimento regular de adoção. A série investigativa despertou, inclusive, o interesse da Procuradoria Geral da República de Portugal, que começou a analisar os fatos e sair em busca da verdade. A instituição nega as acusações. O fato é que a Bandeirantes, aqui no Brasil, disse que iria começar a cobrir o episódio na TV brasileira, já que as outras emissoras não se manifestaram sobre o assunto em seus noticiários.

Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus.

Quem está à frente de tudo é o jornalista Fábio Pannunzio, que já chegou a publicar em seus perfis nas redes sociais vídeos das reportagens exibidas em Portugal. Por conta disso, acabou recebendo uma notificação extra-judicial da assessoria jurídica da Igreja Universal, que solicitou a retirada do material de suas redes sociais, pelo fato de não ter ouvido a parte contrária. Fábio compartilhou o episódio com seus seguidores no Facebook, e explicou que ele não tinha o dever de buscar o outro lado da história porque isso incumbia à TVI, que produziu as reportagens, não ele: “A notificação, que obviamente não será atendida, manda retirar do ar as menções às reportagens e me acusa de não ter dado ouvido à outra parte. Ocorre que a apuração era da TVI portuguesa, e não minha.”

Após ser desafiado, o jornalista prometeu ir a fundo na história, e investigar o caso: “Mas vou aceitar a sugestão dos advogados do empresário da fé e fazer a minha própria apuração. Começo amanhã cedo mesmo tentando, com a assessoria de imprensa da seita, uma entrevista com o próprio Edir Macedo para que ele tenha a chance de explicar como seu deu a adoção de seus netos”, garantiu. E a reportagem de fato irá sair, e será exibida na Bandeirantes, onde Fábio é repórter e âncora. Ele contou ainda que redigiu e enviou à assessoria da Igreja Universal uma lista com 57 perguntas para que a instituição responda. Fábio revelou que a igreja já confirmou que recebeu as perguntas e responderá em breve.: “Aviso quando o material estiver pronto para ser divulgado”, finalizou.

Este é um dos maiores escândalos da igreja de Edir Macedo em Portugal. A TVI, de grande audiência no país, não poupou críticas em suas reportagens, e tem abalado a credibilidade da instituição por lá. A Igreja Universal nega todas as acusações, e se diz vítima de perseguição. Os dois netos adotivos de Edir Macedo, inclusive, gravaram um vídeo onde desmentem que foram adotados ilegalmente, e dizem ser mentira as acusações que pesam sobre a forma como a instituição intervém em processos de adoção pelo mundo, apontada como sendo tráfico de crianças. O Ministério Público de Portugal, no entanto, continua investigando.

Tadeu Ribeiro
[email protected]