Bispo católico no RN diz que “homossexualismo é dom de Deus”

No último domingo (30), o bispo de Caicó, Rio Grande do Norte, Dom Antônio Carlos Cruz Santos, proferiu um sermão que vem causando espanto e indignação dentro de vários segmentos da Igreja Católica, e sendo aplaudido por outros.

Abordando o tema da “homoafetivdade”, ele traz uma nova visão sobre os ensinamentos da Bíblia e do Catecismo da Igreja e afirma: “Na perspectiva da fé quando a gente olha pra homossexualidade, a gente não pode dizer que é opção. Opção é uma coisa que livremente você escolhe e orientação ninguém escolhe… Escolha vai ser a maneira como você vai viver a sua orientação… Se não é escolha, se não é doença, na perspectiva da fé, só pode ser um dom. É dado por Deus. Dom é isso: é dado por Deus”.

Assista:

Aos fieis, ele diz que as pessoas que não conseguem ver isso precisam se livrar de seus preconceitos. Repetindo um discurso cada vez mais comum nos movimentos progressistas, ele pede que se vença esse preconceito contra as pessoas de orientação homoafetiva tal como se superou o existente contra os negros no período da escravidão.

Dizendo que “todos são formados à imagem e semelhança de Deus”, insistiu que essas pessoas deveriam ser acolhidas de braços abertos pela igreja.

Após dar sua opinião sobre o assunto, o bispo usou trechos do Catecismo da Igreja Católica para justificar sua opinião e também declarações do Papa Francisco sobre o tema.

A declaração do bispo tem gerado grande polêmica nas redes sociais. Já existe, inclusive, uma campanha no Facebook para que os internautas denunciem o bispo à Nunciatura Apostólica do Brasil.

(Gospel+)