Bispo diz que Igreja Católica está acima da Bíblia e Silas Malafaia responde

Um vídeo com declarações polêmicas do sacerdote católico dom Henrique Soares da Costa, bispo de Palmeiras, está percorrendo as redes sociais e virou tema de refutação do pastor Silas Malafaia. O bispo afirmou que a Igreja Católica está acima da Bíblia durante um programa chamado Imensurável Graça.

A declaração, incendiária em tempos de redes sociais, suscitou grande discussão entre católicos e protestantes, inclusive com fiéis da igreja romana discordando das afirmações do bispo.

“Um católico deve ser católico de corpo inteiro. Quando um católico se coloca acima da Igreja para julga-la, já deixou de ser católico. E quando um católico diz ‘vou pegar a Bíblia para ver o que a Igreja está dizendo’, ele também já virou protestante. Aqui está o erro dos protestantes: colocam a Bíblia acima da Igreja, e isso é bobagem pura, porque a Bíblia nasceu na Igreja; a Bíblia é expressão da fé da Igreja”, diz dom Henrique.

Para embasar seu raciocínio, citou um dos teólogos e filósofos mais respeitados da história do cristianismo: “Santo Agostinho dizia ‘Eu creio nas Escrituras porque a Igreja me diz para crer nelas’. Então, a Bíblia é o livro da Igreja. Então, é tirar da cabeça essas ideias tortas e ser católico de verdade. Um bom estudo do catecismo e uma boa dose de humildade resolvem essas coisas”, afirmou, dirigindo-se aos fiéis que enviaram perguntas ao programa.

Heresia
O pastor Silas Malafaia publicou o trecho da declaração do bispo junto com sua refutação às afirmações: “Como é que é, padre, essa heresia? A Igreja está acima da Palavra? Aonde? Que papo é esse? A Palavra vem antes da Igreja. O Salmo 138:2 diz ‘pois exaltastes acima de todas as coisas o Teu nome e a Tua Palavra’. Está na Bíblia católica. Abre aí. A Palavra está acima de tudo”, sublinhou.

Ao final, disparou suas críticas à postura do bispo, com seu tom usual: “Vocês querem esconder a Palavra porque se o povo descobrir a Palavra, vocês estão fritos, porque vocês querem manipular a fé. A Palavra é o manual de regra prática do verdadeiro cristão. Não é o que o pastor, padre ou o papa fala. É a Palavra”, insistiu. Assista:

(Gospel+)

2 comments

  1. Para mostrar que o Bispo Católico tem razão no que falou, não para diminuir a Palavra de Deus que é Sagrada e caminho para nossa salvação mas, para responder ao Pastor Malafaia e quem se interessar em checar, o que diz em três Versículos pertinentes ao assunto, o Ex-Pastor Protestante Marcus Grodi, a seguir:

    1 Timóteo 3,14-15
    “Escrevo-te estas coisas esperando ir ver-te bem depressa; Mas, se eu tardar, para que saibas como convém andar na Casa de Deus, que é a Igreja do Deus vivo, a Coluna e Sustentáculo da verdade.”
    Foi Scott Hahn quem me mostrou este versículo. Ele me perguntou: “Então, Marcus, qual é a coluna da verdade?” Eu respondi: “A Bíblia, claro”. E ele: “Ah é? Mas o que a Bíblia diz?”. “Como assim?”, perguntei. Quando ele me disse para ler esse versículo, eu não esperava encontrar alguma surpresa; eu ensinei e preguei sobre 1 Timóteo muitas vezes. Mas, quando li esse versículo, foi como se ele tivesse aparecido do nada, fiquei de queixo caído. A Igreja!? Não a Bíblia? Este versículo sozinho fez minha mente e toda a minha vida mudarem de direção; a questão sobre qual Igreja era essa eu ainda não estava preparado para responder.

    2 Timóteo 3,14-17
    “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
    Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.”
    Os versículos 16 e 17 eram aqueles para os quais eu sempre acorria para fortificar a minha crença no Sola Scriptura (Só a Bíblia), então foram eles que eu decidi reexaminar. Logo de início 3 coisas ficaram bem claras:
    1. Quando Paulo fala em “Escrituras”, ele só podia se referir ao Antigo Testamento. O Novo Testamento só foi finalizado quase 300 anos depois!
    2. “Toda” a Escritura não significa “apenas” a Escritura.
    3. A ênfase do contexto (versículos 14-15) é a confiabilidade da Tradição oral que Timóteo recebeu da sua mãe e de outros – não o Sola Scriptura!

    2 Tessalonicenses 2,15
    “Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.”
    Este foi outro versículo “difícil de engolir” que Scott Hahn me mostrou. As tradições que aqueles cristãos primitivos tinham que conservar não eram apenas as cartas e os Evangelhos que comporiam o Novo Testamento, mas a Tradição oral. Ainda mais importante, o contexto das cartas de Paulo indica que seu meio favorito de transmitir “aquilo que recebemos” era oralmente; suas cartas eram um complemento não planejado, que lidavam com problemas imediatos –; inclusive sem mencionar o muito que as igrejas (comunidades da Igreja = atuais paróquias e dioceses) aprenderam com ele através do ensino oral.

    Fonte: http://www.ofielcatolico.com.br/2006/06/os-versiculos-que-eu-nunca-vi-quando.html

    Deus Seja Louvado por nos mostrar essas coisas e, nos inspire sempre, com Sua Sabedoria Única, a caminharmos e instruirmos os nossos semelhantes na Verdade Bíblica. Amém

    Sebastião Farias
    Leigo Católico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *