Carnaval gospel: Blocos evangélicos prometem levar milhares às ruas

O carnaval está chegando, e os evangélicos estão apostando mais uma vez em uma programação alternativa, com o intuito de evitar que os fieis caiam na tentação de acabarem indo participar da festa da carne. Diversas igrejas e movimentos cristãos já lançaram suas propostas de carnaval gospel que promete causar no Rio de Janeiro. As informações são do UOL e do jornal O Globo.

Carnaval gospel promete agitar ruas do Rio de Janeiro

O primeiro deles será o bloco “Sou cheio de amor”, criado pela Igreja Batista Atitude da Barra, que já sai na folia há 5 anos. Eles se concentrarão na Barra no sábado, dia 10, a partir das 15h. Com uma bateria de 80 ritmistas, e dois trios elétricos, a igreja pretende superar a marca do ano passado, de 2 mil foliões. O tema escolhido para esse ano foi “Sou felicidade”, e trará diversas músicas evangélicas cantadas em ritmo de axé e pagode. Segundo os organizadores, na última edição cerca de 220 pessoas acabaram se convertendo ao evangelho. Para participar deste, os fieis podem adquirir seu “abadeus”, o abadá gospel, que custa R$: 20,00, e que não pode ser customizado para evitar decotes nas mulheres.

Em Copabana, a Igreja Bola de Neve deverá levar seus foliões para a orla na segunda, dia 12, e a expectativa é de que milhares de pessoas compareçam ao movimento. Para se ter ideia, ano passado a Igreja reuniu mais de 20 mil fieis na orla de Santos (SP). Este ano a expectativa é de que esse número aumente bastante no Rio. A organização do evento diz que não contou com nenhum patrocinador e que não sofreu nenhuma discriminação por parte da prefeitura na hora de registrar o bloco. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, inclusive, é evangélico.

A previsão é de que sejam mais de 24 horas de “batuque santo”, que terminará na quadra do “Acadêmicos da Rocinha”, onde haverá shows gospel até a meia noite. É festa que não acaba mais. Para participar, é necessário comprar um abadá que custa R$: 55,00 e que vem com imagens de super-heróis, uma alusão ao tema deste ano: “Jesus é meu super-herói”.

Por fim, fechando o carnaval gospel, a Igreja Evangélica Internacional da Zona Sul, da qual a cantora Aline Barros é membra, deverá levar seus fieis para a avenida na terça-feira, dia 13. O nome escolhido para o bloco foi “Mocidade Dependente de Deus”, uma alusão à escola de samba “Mocidade Independente de Padre Miguel”, que integra a liga especial das escolas de samba do Rio. Com muita música gospel e evangelismos, os foliões se concentrarão na Praia do Flamengo, na altura do posto 72, a partir das 14h, de onde sairão em percurso.

Há alguns anos, o carnaval não é mais sinônimo de silêncio e retiros espirituais em lugares fechados. Há espaço para aqueles que não querem “ceder à carne”, mas que também querem aproveitar os dias de folga para irem às ruas de um jeito que não afronte sua fé, e ainda a fortaleça. Há resistência por parte da Igreja sobre essa abertura dos evangélicos para o feriado, considerada uma festa de pecado, mas quem tem peito de participar de um carnaval gospel, tem mais ainda para aguentar algumas críticas em troca de folia, pra Jesus.

Tadeu Ribeiro
[email protected]