Day McCarthy posta vídeo dançando de lingerie ao som de música gospel e revolta

A “socialite” Day McCarthy voltou a causar polêmica com os evangélicos. Depois de estar sendo investigada pela polícia brasileira sob acusações de injúria racial, praticada contra a filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank, ela agora mira sua tentativa de ficar famosa atirando contra os evangélicos.

Num primeiro momento ela publicou um vídeo queimando uma folha da Bíblia Sagrada, o que já foi motivo de espanto e indignação dos internautas. Agora, ela aparece em um novo vídeo, de lingerie, dançando ao som de uma música gospel, com o intuito claro de provocar a ira dos religiosos.

A atitude, claro, gerou revolta nos evangélicos. Nos comentários do vídeo, que já tem mais de 3,5 milhões de visualizações em 5 dias, a esmagadora maioria das opiniões são contrárias a Day, e dizem sempre que ela, provavelmente, precise de ajuda psicológica. Em entrevista ao “Conexão Repórter” de Roberto Cabrini, ela disse à época das ofensas raciais contra Titi, que iria procurar ajuda, pois assumia que era racista e não conseguia ver a beleza dos negros.

Day McCarthy, ou Dayane Alcantara Couto De Andrade, seu nome verdadeiro, é natural do Espírito Santo e mora atualmente no Canadá. Algumas pessoas dão conta que ela começou a juntar dinheiro após ser garota de programa no país, e hoje se descreve como “socialite”, ainda que com um patrimônio duvidoso. Viu na sua polêmica uma oportunidade para buscar fama, e percebeu que agora os evangélicos são uma arma fácil para se conseguir isso, por isso começou a publicar vídeos polêmicos com a religião. Ela responde a um inquérito na Polícia Civil do Brasil, por injúria racial, crime imprescritível e inafiançável. A justiça do Canadá também foi acionada, e caso seja condenada poderá ser extraditada para cumprir pena no Brasil.

Tadeu Ribeiro
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *