Em clima de protestos no Chile, Papa Francisco é atingido no rosto por objeto

O Papa Francisco está em seu penúltimo dia de viagem pelo Chile. Desde que chegou à nação, o clérigo sofre com a resistência e onda de protestos que vêm pipocando por todo o país, depois que escândalos sexuais envolvendo a igreja foram revelados recentemente. Francisco chegou a pedir perdão nos últimos dias, e disse sentir “dor e vergonha” pelos casos de pedofilia que vieram à tona. Além disso, há a suspeita de que um bispo tenha tentado acobertar um desses abusos pedófilos, por ter sido cometido por alguém de grande influência na instituição religiosa.

Ontem (16), o papa foi atingido por um jornal impresso enquanto passeava no papa-móvel pelas ruas de Santiago, capital chilena. O material teria sido arremessado por um fiel, e Francisco não chegou a se ferir, embora tenha parado para ver o que tinha lhe atingido, seguindo adiante em seu percurso logo depois.

Outro ponto que também está despontando protestos no Chile são os gastos do governo com a segurança do pontífice. Além disso, foi decretado que nos dias e lugares por onde o papa passar, enquanto estiver no país, será considerado feriado local. Desde que chegou, cerca de 9 igrejas católicas já foram depredadas no Estado latino-americano que possui maioria católica.

Tadeu Ribeiro
[email protected]