“Fui escorraçada, muito humilhada”, diz Perlla sobre saída da música gospel

Depois de ter sido criticada por um pastor da igreja evangélica que frequentava, a cantora Perlla soltou o verbo em uma entrevista a Danilo Gentili que será exibida nesta sexta-feira (24), no SBT.

No início dos anos 2000, Perlla fez muito sucesso cantando funk, mas abandonou a carreira porque tinha se convertido e passou a cantar música gospel. Anos depois, ela decidiu voltar aos palcos.

“Você ser igreja vai muito além do templo”, disse a cantora. “Hoje estou na Evangelho Pleno. No início era da Assembleia de Deus. Fui escorraçada, muito humilhada e por muito tempo machucada [pela igreja, quando começou a cantar funk]”.

Para a funkeira, a igreja foi hipócrita. “Foi muita hipocrisia [as igrejas] me receberem porque eu era funkeira [quando largou o funk para cantar gospel] e agora dizerem ‘não’ porque eu voltei [para o funk]”.

A confusão começou quando ela foi convidada por uma rádio para cantar pagode gospel.”Chegando lá, cantei músicas românticas também. Depois que eu cantei fui para casa e recebemos a ligação de uma igreja. Esse pastor mandou a secretária dele me ligar e remarcar a data [de um show que faria naquela igreja]. Depois foi para as redes sociais me escrachar dizendo que eu não ia pisar naquele altar santo dele”, lamentou.

“Aonde eu estiver eu vou fazer música, seja no forró, seja no pagode, seja na macumba. Não vai ser a religião que vai me definir musicalmente. Eu que comecei com essa coisa do ‘pop funk’. Anitta sempre me mandou mensagem, sempre me acompanhou. Ela passou pelo que eu fazia e voou. Eu tinha parado e ficou uma lacuna no mercado. Foi aí que todo mundo começou a aparecer e estourou”, disse.

(UOL)