Garoto acorda do coma e diz que viu Jesus: “Ele é real”

Numa manhã de domingo, em 1997, Julie Kemp estava voltando da igreja com seu marido, Andy, e o filho de 8 anos, Landon, quando uma ambulância bateu no automóvel. Andy morreu na hora. Landon foi ressuscitado pelos socorristas e transferido para um hospital da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

O garoto foi considerado morto por mais duas vezes naquele dia, mas foi trazido de volta à vida. Diante da gravidade de seu estado, os médicos não deram esperança de sobrevivência a Julie.

“Eles me disseram que se ele sobrevivesse, ele seria como um bebê que não saberia andar, falar ou comer, por causa dos danos cerebrais”, Julie conta. “Eu estava tão desesperada que por mim tudo bem, eu aceitaria isso só para ter ele comigo”.

No velório do marido, Julie lembra que se sentiu abandonada por Deus. “Fiquei muito desapontada, de coração partido, sem entender por que isso aconteceu. Eu não entendia porque Ele não tinha enviado anjos para nos proteger. Mas no momento seguinte, orei a Ele com todas as minhas forças para o Landon viver”.

Landon sofreu um traumatismo craniano durante o acidente e permaneceu em coma. Depois de duas semanas sendo mantido pelas máquinas, o garoto abriu os olhos. Para o espanto de todos, ele não tinha nenhum dano cerebral.

Por outro lado, em meio a alegria de ver o filho em bom estado, Julie sabia que teria que informar a Landon sobre a morte de seu pai. “Eu perguntei a Landon: ‘Você sabe onde seu pai está?’. Ele me disse: ‘Sim, eu sei onde ele está. Eu vi ele no céu'”.

Experiência no céu
Muitos anos se passaram desde o acidente, mas Landon ainda se lembra de suas experiências no céu. “Eu me lembro de conseguir ver meu pai e seu amigo que morreu um mês antes dele, também em um acidente de carro, e seu filho, que morreu anos antes. Era engraçado, porque eu me lembro de todos nós de pé, em uma praça. Nenhum de nós disse uma palavra para o outro”, ele conta.

Julie lembra que Landon contou a ela outra experiência impactante. “Ele disse: ‘eu vi seus outros dois filhos’. Eu sofri dois abortos espontâneos antes do Landon nascer. E ele viu meus filhos no céu. Nós nunca tínhamos contado isso para o Landon”, disse ela.

“Eu sabia que eles eram meus irmãos, mesmo que ninguém nunca tivesse me falado sobre eles”, afirma Landon. “Apenas por estar no céu, eu acho que você sabe quem é todo mundo”.

A cada vez que morria, o garoto teve uma experiência diferente no céu. Em sua terceira morte clínica, Landon conta que conheceu Jesus e recebeu Dele uma missão. “Foi como se fosse o trailer de um filme, onde você só consegue ver algumas partes da história. Jesus veio até mim e disse que eu tinha que voltar para a Terra, ser um bom cristão e dizer aos outros sobre Ele”.

Lição
Hoje, Landon e Julie compartilham sua história com outras pessoas que estão lutando com a perda de seus entes queridos.

“Eu não entendi, em 1997, o porquê Deus não enviou um anjo. Mas eu sei que havia anjos lá e que estávamos protegidos. Estamos vivendo o Seu plano. Em vez de ficarmos presos na tristeza ou revoltados com Deus, usamos esta história para ajudar os outros a não desistirem e manterem sua fé na jornada do luto”, conta Julie.

“Eu só quero que as pessoas percebam que Jesus é real, que existe um céu, existem anjos e seguir Sua Palavra e a Bíblia irá melhorar sua vida, no final”, acrescenta Landon. “Eu sei que estou fazendo isso por Jesus. Eu sei que Ele é real. Eu sei que anjos estão lá. Eu sei que há um céu. Eu vi Jesus, eu sei que Ele está lá. Ele me pediu para fazer isso, e é isso que eu estou fazendo”.

(Guiame)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *