Vazam nudes de Samuel Mariano e ele denuncia na polícia: “Montagem”

O cantor gospel Samuel Mariano foi envolvido em uma situação complicada. Diversas imagens de nudes dele começaram a circular em grupos de Whatsapp nos últimos dias, e o cantor decidiu prestar queixa-crime na polícia comunicando que está sendo vítima de “ativistas gays”.

Nudes de Samuel Mariano seriam montagem.

Segundo Samuel, os ataques começaram depois que ele criticou a musicalidade do artista Pabllo Vittar. Em uma cruzada evangélica, que aconteceu na Igreja Missionária O Bom Samaritano, no Pernambuco, o cantor gospel disse que Pabllo não cantava “nada que preste”. Mariano disse que a divulgação das fotos sensuais atribuídas a ele são montagens, feitas por pessoas que se sentiram chateadas com suas críticas à drag queen.

Através do Facebook, Samuel contou aos seus seguidores todo o ocorrido, e revelou que foi até uma delegacia de polícia para prestar queixa contra as fotos divulgadas. Ele disse ainda que estava sendo ameaçado, assim como sua família e ministério: “Essa madrugada fomos surpreendidos ao saber que, várias montagens com meu rosto começaram a circular em grupos de Whatsapp. Eles prometeram denegrir minha honra e do destruir minha família e o projeto quero almas estão tentando cumprir a promessa, mas aquele que nos justifica não dorme. Tenho plena convicção do meu chamado, e fico feliz em sofrer perseguição por amor ao nome de Cristo. Nada disso irá nos fazer parar, só servirá como combustível para aumentar a nossa fé”, garantiu.

O cantor gospel disse ainda que a polícia já começou a investigar os fatos, e deverá chegar aos culpados: “A polícia já abriu um inquérito e está rastreando a origem dessas fotos, até chegar nos responsáveis, tanto quem criou como quem DIVULGOU COMETEM CRIME e a autoridade policial chegará nessas pessoas, isso eles me garantiram”, contou. Samuel Mariano também comentou em sua publicação que irá acompanhar as investigações e divulgar qualquer novo resultado.

Tadeu Ribeiro
[email protected]