Jogador recusa contrato de R$166 milhões para seguir direção de Deus

O atleta Kirk Cousins teve a oportunidade de ser o segundo jogador mais bem pago por média na história da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano), mas se recusou para seguir uma direção de Deus.

Dirigentes da equipe Washington Redskins ofereceram US$ 53 milhões (equivalentes a mais de R$ 166 milhões) e garantiram um total de US$ 72 milhões para cobrir as lesões.

Enquanto a maioria das pessoas aceitaria prontamente uma oferta como essa, Cousins decidiu seguir uma direção que foi conduzida por Deus.

“Minha fé está dirigindo esta decisão”, disse Cousins à CBS Sports. “Eu sinto que Deus está me levando a tomar esta decisão e está me dando paz”

Tomar uma decisão com base na orientação de Deus não é novidade para Cousins, que acredita que não estaria na NFL sem a ajuda divina.

“Ele me trouxe para Washington (capital dos Estados Unidos). Ele tinha um plano para mim”, afirmou Cousins à CBS Sports.

“Eu não sabia seria futebol ou outra coisa, mas Ele me colocou em Washington por uma razão. Acredito que, com todo o meu coração, eu fiquei contente em ser paciente, dar um tempo para ter certeza e continuar esperando no Senhor”, acrescentou.

Cousins ​​também contradisse os opositores que questionaram sua decisão, afirmando que Deus foi decisivo em seu passado e continuará influenciando o seu futuro.

“[Deus] revelou que Ele fez muito mais em minhas cinco temporadas aqui em Washington do que eu pensaria que fizesse”, contou o jogador.

“Aqui eu sento e as pessoas estão dizendo: ‘Parece que ele está num beco sem saída. Depois deste ano, o que vai acontecer com o Kirk?’ Eu diria a mesma resposta: ‘Estou confiando no Senhor’”, afirmou.

(Guiame)