Missionária evangélica que teve fotos sensuais divulgadas publica esclarecimento

missionaria fotos sensuaisUma missionária evangélica de Itaboraí – RJ foi alvo de uma polêmica nesses últimos dias, depois que suas fotos íntimas vazaram na internet. Segundo blogs, Alcimerie Santos teria enviado as fotos para o pastor, no que sua esposa viu e divulgou nas redes sociais. Ela frequenta a Assembleia de Deus Entre as Nações.

No sábado (23), Alcimerie publicou em seu perfil no Facebook uma nota de esclarecimento. No texto, ela saúda “aqueles que tem a paz do Senhor”, e diz que louva a Deus por sua misericórdia. Ela diz que, da mesma forma que suas ministrações serviram de bênção para outras pessoas, agora é ela que está sendo tratada.

Alcimerie pediu no texto que os seus amigos não falassem mais sobre o ocorrido: “Gostaria de pedir encarecidamente a todos os meus amigos, e aqueles que tem acesso a mim, que não toquem mas nesse assunto, não me mandem mas printys (sic), não promova mais isso tudo. Todos estão cientes do ocorrido, e podem interpretar como quiser, no momento certo saberemos qual será a sentença do nosso Deus.”

Ela concluiu agradecendo o apoio que recebeu e dizendo que vai se afastar da mídia para “tratar minha cura interior”, e mandou o recado: “[vou] fazer de tudo para daqui um tempo está de volta (sic) para a alegria de muitos e tristeza de outros”.

Crime
Divulgar fotos sensuais sem permissão é crime. Desde 2013, a Lei 12.737/2012 (chamada “Lei Carolina Dieckmann”) entrou em vigor e prevê pena de detenção de 03 meses a 1 ano mais o pagamento de multa para quem divulga sem autorização fotos ou qualquer arquivo sem o consentimento do seu titular.

Tadeu Ribeiro
[email protected]