O Portal Entrevista Roney Fares: "A evangelização de crianças é uma estratégica poderosa para a mudança da nossa sociedade"

Roney Fares, baixista e diretor comercial do Diante do Trono, concedeu uma entrevista exclusiva para o Portal DT, onde ele falou sobre vida pessoal, experiências com Deus, participação no Diante do Trono, enfim. Confira agora este bate-papo bastante legal:

Portal DT:  Roney, você já declarou em uma entrevista que aceitou a Jesus (várias vezes) na sua infância, e que foi preciso seus pais lhe explicarem que só era preciso entregar-se uma única vez ao mestre. Você também disse que na sua infância dedicou seus dons e talentos ao Senhor. Mergulhe no passado e conte pra gente como foi essa entrega de dons.

Roney: Nasci em um lar cristão e meus pais já tinham o chamado de Deus para cuidar de crianças. Minha mãe sempre fez cursos específicos para evangelização de crianças. Aliás, todas as minhas três irmãs e também minha esposa tem formação específica nesta área. Por isso, experimentei um ambiente extremamente favorável para entender amplamente a proposta de Deus para o homem desde pequeno. As histórias que mamãe contava no departamento infantil da igreja eram contadas primeiramente para nós em casa. Ela utilizava um quadro de flanela com cenários lindos e figuras bíblicas que eram fixadas e retiradas de acordo com o andamento da história. Com tudo isso aprendi desde criança o que significa receber de Deus um dom e o quanto é importante colocá-lo em prática. Os heróis da bíblia sempre me fascinaram e eu queria ser um deles, cheio de fé, vigor, força e, principalmente, sempre sair vencedor.

A cada conquista e aprendizado na infância recebia a instrução de minha mãe que sempre dizia que devia utilizar os meus dons para honrar a Deus. Ela sempre tinha uma lição em cada história e por várias vezes repetia para todas as crianças o quanto é importante utilizar suas habilidades para este fim. E foi assim comigo quando aprendi a tocar violão, compor músicas e também quando ela percebeu que eu era desinibido para falar em público.

Portal DT: É verdade que aos 13 anos você já pregava em igrejas e congregações? Como você vê a participação dos jovens na igreja dos dias de hoje?

Roney: É verdade sim, que pregava desde os 13 anos. Meus pais cuidavam de uma congregação da Igreja Batista da Lagoinha em uma cidade próxima aqui de Belo Horizonte e eram responsáveis inclusive pela programação. Naquela ocasião estabeleceram que uma vez por mês o culto seria totalmente dirigido pelas crianças. Incrível, não!! Pois bem, desta forma tínhamos as crianças dirigindo o louvor, recolhendo as ofertas, recebendo os irmãos na porta e também uma criança era responsável pela pregação da palavra de Deus para toda a congregação. Foi nesta época que por várias vezes fui convocado por minha mãe para ocupar esta função. Confesso que chorava muito dizendo que não conseguiria e que isso estava acima da minha capacidade, mas sempre era motivado e instruído pelos meus pais. Foi assim que aprendi a compartilhar desde cedo o que recebia de Deus. Afinal, a primeira instrução da minha mãe era que para dar é necessário receber. Fazer devocional era imprescindível!!!

Os jovens tem muito a acrescentar no meio do povo de Deus. Há vigor, disposição, motivação e muita criatividade nesta etapa da vida. Só precisamos instruir corretamente nossos jovens, trazendo a consciência de cada um deles o propósito do que Deus tem para cada um individualmente. São muitos talentos e dons distribuídos para os jovens e isso não foi só no passado, absolutamente. Deus não parou e não vai parar de concedê-los. O que precisamos é ter jovens sendo instruídos e acompanhados desde cedo. E o quanto antes, melhor!!! Por isso, acredito firmemente na evangelização de crianças e no ensino através dos princípios bíblicos dentro das escolas.

No que diz respeito aos ministérios específicos dentro das igrejas, já existem hoje inúmeras instituições e escolas com a finalidade de preparar melhor os jovens para a vocação que possuem. O CTMDT – Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono, por exemplo, é uma delas. Faz parte da nossa missão instruir a nova geração de adoradores.

Portal DT: Você deixou seu emprego no banco para se dedicar totalmente ao Diante do Trono. Na sua opinião, a falta de entrega total à obra é o que mais falta nos cristãos hoje em dia para que os ministérios dos mesmos venham fluir?

Roney: Por incrível que pareça corremos o risco de estarmos totalmente envolvidos na obra de Deus e não sermos totalmente entregues a Deus. A obra nunca será maior que o Seu Senhor. O que Deus quer de cada um de nós é primeiramente o nosso coração, o centro das nossas vontades e a nossa dedicação a Ele. E para isso você não precisa estar envolvido cem por cento do seu dia com as atividades de uma instituição evangélica. Precisamos entender que estar envolvido cem por cento com a obra de Deus significa executar as Suas diretrizes onde quer que estejamos. Seja no banco, seja no comércio, seja na prestação de serviços, etc. Dar testemunho do que Deus é e do que Ele significa na sua vida precisa ser o seu propósito principal. A vida com Deus independe se você está envolvido ou não todo o tempo com as atividades ligadas as instituições que promovem a divulgação do evangelho. Os ministérios fluem como conseqüência deste processo de viver a vida de Deus continuamente em cada um dos seus integrantes. É um tremendo desafio! Por isso, a importância de permanecermos juntos em comunidade para nos ajudarmos mutuamente neste propósito. E se um dia Deus entender que é necessário se entregar totalmente ao objetivo de evangelizar e edificar a Sua igreja, basta ficar atento que certamente Ele mesmo sinalizará e providenciará as formas corretas para que isso ocorra.

Portal DT: Sua música preferida do Diante do Trono era (ou é ainda) Águas Purificadoras. Você já relatou que quando ela foi ministrada pela primeira vez você foi contemplado por Deus com uma visão belíssima. Como foi esse episódio?

Roney: Estabelecer qual a música preferida dentro do DT hoje é muito difícil. Isso porque há sempre algo de especial em cada uma delas. Mas no caso da música Águas Purificadoras houve sim, uma experiência distinta vivida por nós quando cantamos em nossa igreja nas primeiras vezes. Na verdade, um dos pastores de nossa igreja teve uma visão enquanto cantávamos e ele viu como que várias cachoeiras em vários pontos do ambiente em que estávamos e o que eu vi e pude experimentar é que uma destas cachoeiras jorrava uma quantidade enorme de águas bem em cima da minha cabeça. Não consegui me conter e me derramei em lágrimas, muitas lágrimas. Experimentei realmente o carinho e o amor de Deus sobre a minha vida e posso confessar que não foi a única vez. Tenho experimentado a graça e a misericórdia de Deus em minha vida de forma contínua. Essa mesma cachoeira que jorrou sobre minha cabeça naquele dia, parece me acompanhar e a experiência vem se repetindo inúmeras vezes. Deus é bom e a Sua misericórdia dura PARA SEMPRE. Não somos dignos de receber qualquer favor divino, mas o caráter de Deus faz com que recebamos continuamente da sua graça, do seu amor e da sua bondade.

Portal DT: Todas são especiais, mas qual foi a gravação mais marcante pra você?

Roney: A gravação que é mais marcante em minha vida sempre é a última. Como disse acima o mover de Deus é contínuo e o nosso Deus é muito diversificado. Ele tem muito prá dar e dá com abundância. As preparações, o ambiente, os ensaios e a consciência sobre a ministração de cada nova música faz com que experimentemos o novo de Deus em cada projeto. É inexplicável! Estar envolvido neste propósito de levar a mensagem de Deus através da música, faz com que você experimente primeiro o resultado pretendido. Sempre dizemos que somos os primeiros a experimentar o mover de Deus através das nossas próprias músicas. E isso é o que tem acontecido e espero que nunca mude. Participar do ministério com o coração voltado para Deus e aberto para receber Dele mesmo a graça e a unção, faz com que você tenha na lembrança sempre a última experiência. Por isso, o fato de cada novo projeto fazer uma marca nova em nossas vidas e corações.

Portal DT: Você faz a voz do bolota no Crianças DT. Como tem sido a experiência, em todos esses anos, de levar a palavra de Deus aos pequeninos?

Roney: Tenho como um privilégio fazer a voz do Bolota. Como já disse acima, tenho plena consciência do que representa ensinar aos pequeninos sobre os propósitos de Deus. Foi na minha infância que aprendi inúmeras lições de fé que tornaram o alicerce mais forte na minha vida espiritual. Estar envolvido com os propósitos de Deus desde a infância faz com que o indivíduo pense diferente no momento das suas escolhas. E estes momentos são contínuos em nossa vida e começam desde cedo. Intensificam-se ao longo da nossa jornada e a cada etapa se tornam mais importantes no processo de definição da qualidade e tipo de vida que se almeja. Acredito firmemente que a evangelização de crianças é uma estratégia poderosa para a mudança de todas as áreas dentro da nossa sociedade.

Bate-Bola:

Uma comida: a comida mineira em suas variedades..rsrs
O que mais me deixa irritado é quando eu mesmo sou precipitado
O que mais me deixa feliz é ver os frutos de uma semeadura árdua
Uma música: Aleluia DT13
Uma frase: Aquilo que o homem semear isso também ceifará
Minha família é a primeira e a mais próxima expressão maravilhosa do carinho e dos ensinamentos de Deus
Deus é a pessoa central de toda a existência
O segredo da felicidade é estar consciente de quem é Deus desfrutando de TODOS os momentos da vida, fazendo valer o propósito Dele em todas as suas ações e atitudes
Onde gostaria de levar a palavra: na Oceania

Tadeu Ribeiro
[email protected]