Pastor diz que suicídio é pecado, mas tem perdão e não separa ninguém da graça

Em um vídeo divulgado na Conferência Fiel para Jovens, o pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Augustus Nicodemus, tratou de um tema delicado na história da humanidade, envolvido por tabus: O suicídio.

Questionado por alguém, Nicodemus respondeu. “Eu acho que todos nós temos que concordar que o suicídio nunca deveria ser a saída. É um dos pecados proibidos no mandamento ‘Não matarás’”, introduziu.

“Interpretado pela comissão de fé de Westminster, ele diz que esse pecado não só proíbe que a gente tire a vida dos outros, mas que tire a nossa própria. Então, o suicídio é pecado”, disse Augustus.

Em seguida, o líder iniciou sua argumentação. “Todavia ele não é um pecado sem perdão. O único pecado sem perdão, que tem na Bíblia é a blasfêmia contra o Espírito Santo. E provavelmente esse pecado não é cometido por alguém que é crente”.

“Então pode acontecer com todos esses fatores, como pressões externas, problemas psicológicos, problemas existenciais que um crente em um momento de fraqueza ele ceda”, disse o líder.

No entanto, Augustus não concorda com a visão comum de que o suicídio é um pecado “suficientemente forte” para que um cristão não seja salvo. “É pecaminoso? De fato é. Mas, não será isso que irá separá-lo da graça de Deus e do perdão que é dado em Cristo Jesus”, disse.

“Se a nossa salvação vai depender de na hora da nossa morte a gente ter colocado em dia todos os nossos pecados, então pouca gente vai escapar, não é?”, questionou o líder presbiteriano.

“Então, a pessoa que cometeu o suicídio e atentou contra a própria vida, de fato pecou contra o mandamento ‘Não matarás’, mas isso não a impedirá de entrar no gozo da vida eterna porque a salvação é dada pela graça de Deus e nada pode nos separar disso”, afirmou.

Por fim, o pregador fez uma analogia. “Se eu estiver em uma rodovia, brigando com a minha mulher e discutindo com ela, brigando feio com ela e de repente nós temos um acidente e morremos ali naquele momento sem termos tido a oportunidade de nos reconciliar, não vai ser isso que vai impedir de entrar na vida eterna. Porque é pela graça e misericórdia de Deus”.

Assista:

(Gospel Prime)

One comment

  1. Esse assunto sempre encontrou polemica no meio cristão, mas está claro que o suicídio é um pecado de extrema gravidade que não somente transgride uma ordenança de Deus por meio de seus mandamentos como também negligencia tudo o que Ele nos oferece por meio de Sua graça e misericórdia que é a vida por meio do Espirito Santo que recebemos em Jesus aqui e a eternidade que nos está proposta depois da morte ou Sua vinda! Aceitar o que esse pastor afirma é dar lugar ao diabo que tem ceifado tantas vidas por meio do suicídio e incentivar tantas vidas que estão sobrecarregadas e aflitas buscando um meio pelo qual possar escapar de suas angustias e sofrimento. A Palavra do Senhor é clara quanto ao nos que o aceitamos: 1Co 3:16,17 – “16 Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
    17 Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.
    Portanto não se engane o corpo e a vida que Deus nos confiou pertence a Ele e para Ele, nao temos o direito de decidir o que faremos segundo nossas próprias convicções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *