Paulo Gustavo rebate críticas de evangélicos sobre fantasia de demônio no Halloween

Paulo Gustavo usou as redes sociais nesta segunda-feira (30) para rebater as críticas sobre o look que escolheu para ir a uma festa de Halloween em Nova York, no último fim de semana.

Apesar de ter sido bastante elogiado, o humorista não escapou dos comentários negativos em relação a fantasia e também por posar com um amigo fantasiado de Jesus Cristo. “Apaguei a foto do meu perfil porque não quero dar espaço pra gente equivocada ficar discutindo na minha página e mandando mensagem de ódio! Vocês entraram na minha publicação para dizer que fui infeliz na escolha da minha fantasia, por estar de ‘Malévolo’ e meu amigo de ‘Jesus Cristo’ e me julgaram, lançaram mensagens de ódio e questionaram se sou uma pessoa do bem… Me pergunto: é desta forma que vocês praticam a religião de vocês? Com ataques e mensagens de ódio?”, questionou o ator.

Paulo não parou por aí e continuou. “Estava numa festa de Halloween, muito tradicional na Europa e nos Estados Unidos. Por ser uma festa de origem pagã, na Idade Média passou a ser chamada de ‘Dia das Bruxas’ e aqueles que comemoravam a data eram perseguidos e queimados na fogueira pela Inquisição. Voltamos a Idade Média? Bem, eu não frequento igreja, mas exercito minha fé. Vamos propagar amor, respeitar o próximo, superar as diferenças. Que tal fazer como Jesus Cristo e não como os inquisidores?”, completou o carioca, um dos famosos que se manifestaram contra a “cura gay”.

Veja:

(Pure People)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *