Polêmicas afastam Mara Maravilha do gospel e dos evangélicos

A (ex?) cantora gospel Mara Maravilha parece estar cada vez mais distante do gênero que lhe deu notoriedade, após não alcançar mais o mesmo sucesso de antes com seus programas infantis.

Mara Maravilha chora após polêmica durante gravação do “Fofocalizando”

Não é incomum ver Mara Maravilha envolvida em polêmicas ao longo dos últimos anos. Após ficar afastada da TV, a cantora conseguiu emprego de apresentadora no SBT, a convite de Silvio Santos, para apresentar o programa “Fofocalizando”, que traz notícias dos famosos durante sua exibição, ato que é mal visto pelos evangélicos, que condenam as fofocas.

Além disso, ela costuma proferir mensagens e críticas aos famosos, com o intuito de causar mesmo. À cantora de forró Solange Almeida, por exemplo, Mara disse que lembrava do tempo em que ela era “Free Willy”, uma alusão à época em que Sol sofria de obesidade. A ex-vocalista do Aviões do Forró, no entanto, não deixou por menos, e disse que “não precisava falar mal da vida de ninguém para se dar bem”, entre outras coisas (confira aqui).

Agora, Mara Maravilha travou uma batalha acirrada contra a também apresentadora Lívia Andrade, que divide a bancada do programa de fofocas no SBT. As duas não podem nem dividir o mesmo camarim que é briga na certa. Mara costuma criticar Lívia Andrade com base em seus entendimentos “bíblicos” sobre o que a mulher pode ou não ser. Lívia costuma responder que Mara é uma falsa cristã, e afirmou que Jesus só amava ela porque “não convivia” (veja aqui). E assim as polêmicas se instalam entre as duas.

O fato é que Mara Maravilha se distanciou do que era anos atrás, pelo menos na TV. E seu antigo público evangélico não tem visto essas mudanças com bons olhos. Além disso, o próprio mercado publicitário também não enxerga as atitudes de Mara como um fator atrativo, e por isso ela fatura pouco com o segmento. Para a cantora de “Deus de maravilhas”, o que parece importar mesmo é estar na mídia, embora isso possa lhe custar comportamentos que não condizem com o que sua fé prega.

Tadeu Ribeiro
[email protected]