Revista Superinteressante sugere que Ana Paula Valadão é barraqueira

A revista Superinteressante da editora Abril fez uma matéria em seu site sobre o crescimento e rendimento do mercado da música gospel no Brasil.

A cantora Aline Barros foi o grande destaque do artigo “O milionário mundo da música gospel”, sendo comparada em números com a pop Anitta, já que Aline possui mais seguidores em algumas redes sociais, e vendeu bem mais discos que a intérprete de “Show das poderosas”.

O site traçou os marcos da carreira de Aline Barros, resumiu como se deu a ascenção do gospel no Brasil e citou, inclusive, o interesse comercial que a Rede Globo despertou no segmento anos atrás, contratando artistas evangélicos e promovendo o Troféu e Festival Promessas.

Para desconforto de alguns, no entanto, a Super falou sobre a carreira de mais três artistas do segmento, criticando, inclusive, a postura de Ana Paula Valadão, líder do Diante do Trono, em diversas situações polêmicas que ela se envolveu ao longo dos últimos tempos.

Fernanda Brum foi classificada pela edição como “cantora e ativista”. Thalles Roberto como “o rock gospel”. Já Ana Paula foi descrita como “santo barraco”, uma alusão clara à “santa indignação”, que Ana Paula publicou em suas redes sociais contra a campanha de roupas sem gênero das lojas de departamento C&A.

A líder do Diante do Trono é apontada na matéria como sendo a “campeã de polêmicas”, sendo algumas citadas no texto, como a crítica feita por ela aos pastores acima do peso, a campanha contra a identidade de gênero e até a publicação de uma foto no velório de sua avó, que deu o que falar nas redes sociais.

Um leitor reclamou nos comentários: “O DT tem uma linda história não se pode colocar Ana Paula como barraqueira porque sabemos que ela tem 20 anos de carreira e quase nenhuma polêmica envolvendo seu nome […]”.

Tadeu Ribeiro
[email protected]