Samuel Mariano contrata perito famoso para desmentir nudes polêmicas

O cantor gospel e pastor Samuel Mariano se justificou novamente na internet, após nudes atribuídas a ele serem divulgadas na internet, gerando muita polêmica no mundo evangélico. Desde o início, Samuel Mariano alega que as fotos são montagens, e prestou queixa na polícia para que o caso fosse investigado.

Samuel Mariano diz que nudes são montagens.

Agora, Mariano publicou em seu perfil no Facebook, um vídeo ao lado de seus advogados e do perito Ricardo Caires, um dos maiores do Brasil. Ele analisou as imagens, e concluiu que tratam-se de montagens caluniosas contra Samuel. Na descrição do vídeo, o cantor gospel disse que esse resultado é uma “resposta que muitos líderes deste país tanto esperavam”.

Samuel Mariano lembrou ainda que o laudo já está com seus advogados, Ricardo Filho e Vagner Araújo, que deverão anexá-lo ao inquérito que investiga a prática de suposto crime contra a honra do pastor: “Estão em busca de revelar os autores desse crime, pois formaram uma associação criminosa para praticá-los”, disse Samuel.

O perito Ricardo Caires, contratado por Samuel Mariano, é formado em Direito pela Unifig, e diz que é especialista em Direito Penal. Ele foi contratado pelo jornal Folha de S. Paulo no ano passado para periciar os áudios gravados por Joesley Batista, da JBS, com o presidente Michel Temer, denunciado posteriormente por corrupção passiva, obstrução de justiça e lavagem de dinheiro. Na época, o perito havia informado à Folha que haviam 53 pontos de edição nos áudios. Mas algumas semanas depois ele mudou sua versão ao jornal O Globo, e ofereceu ao veículo uma posição diferente da que prestou à Folha. O fato gerou polêmica após ser noticiado pelo Jornal Nacional e o Fantástico, que apurou que Ricardo Caires utilizou recursos amadores, como o programa “Audacity”, para realizar sua perícia. O perito se defendeu na ocasião dizendo que seu trabalho era “apenas inicial”.

Samuel Mariano, no entanto, confia plenamente no trabalho do perito, e menciona no vídeo publicado, inclusive, o trabalho que ele desenvolveu no caso do presidente Michel Temer no ano passado. Assista:

Tadeu Ribeiro
[email protected]