in

Sarah Sheeva manda recado pra Anitta: “Oro por sua vida, volta logo pra Jesus”

A pastora Sarah Sheeva voltou a criticar a postura de Anitta a respeito do modo como ela dança e sensualiza nos clipes. A religiosa já havia feito um vídeo sobre isso em 2017, na época, com a explosão do clipe de “Vai, Malandra”. As informações são da Folha de S. Paulo.

Publicidade

Em entrevista a Luciana Gimenez, deu seu ponto de vista e mandou um recado para a artista, cujo verdadeiro nome é Larissa. “Larissa, quero mandar meu beijo para você. Oro sempre pela sua vida e espero que você volte logo para Jesus”, disse.

A pastora ainda disse que “não é possível servir a Deus balançando a bunda”. “Nosso corpo, quando usado para sensualidade, remete à relação sexual. A gente leva os outros a nos cobiçarem com desejo sexual. Uma mulher de Deus não quer que os homens fiquem só com desejo, ela quer que o homem olhe para seu rosto, para sua essência”, disse.

A pastora disse que está há 17 anos sem sexo. “Eu nem lembro mais como é. Tive vários namoros à moda antiga. Mas depois de um tempo fui entendendo que não é assim que é o que eu desejo. Eu não desejo namorar um homem, desejo meu melhor amigo. E esse é um processo lento, eu não estou procurando um homem, estou esperando ser encontrada”, comentou.

A pastora Sarah Sheeva postou em 2017 um vídeo em suas redes sociais dizendo que não era uma mulher “malandra”, fazendo críticas a exposição do corpo feminino no clipe de “Vai Malandra”, de Anitta.

PUBLICIDADE

“Não sou malandra, sou uma princesa. Não sou uma mulher que quer exibir meu corpo para todos os homens me cobiçarem, me desejarem sexualmente. Não. Sou uma mulher que entendeu que o corpo é para o homem que me escolher”, diz Sheeva em vídeo postado no dia 21 de dezembro.

A mensagem foi respondida por Anitta com ironia em seu Insta Stories (ferramenta de compartilhamento de imagens que desaparecem depois de 24 horas). Em uma conversa com o ex-marido, Thiago Magalhães, a cantora pergunta se é “malandra ou princesa”.

O empresário respondeu: “Os dois. Malandra quando tem que ser malandra e princesa quando tem que ser princesa”.

Publicidade

Ministro da Justiça defende Ana Paula Valadão mas erra ao divulgar dados

Ônibus cai de viaduto em MG e deixa ao menos 11 mortos, diz bombeiros