Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Afastado da igreja, jovem conhecido por tatuagem na testa é preso novamente

Publicado

em

O jovem Ruan Rocha Silva, de 23 anos, é suspeito de furtar uma casa no Jardim Arpoador, na zona oeste da capital paulista, segundo PM - Foto: Reprodução

Um jovem que ganhou notoriedade nas redes sociais após ter sua testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão” por ter sido pego furtando uma bicicleta, foi preso novamente na última quarta-feira (27/03), em São Paulo.

Identificado como Ruan Rocha Silva, o jovem foi detido pela Polícia Militar por volta de 12h30, após assaltar uma residência junto com outro criminoso na região do bairro do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo.

Ruan possui um histórico de infrações com a polícia. Sua primeira prisão ocorreu em junho de 2016, quando ainda era menor de idade e foi pego furtando uma bicicleta, resultando na infame tatuagem forçada em sua testa. No entanto, após um breve período de envolvimento com a igreja e uma tentativa de reabilitação, ele acabou se desviando novamente.

Em 2018, Ruan declarou ter se entregado a Jesus e foi batizado nas águas pela Igreja Renascer em Cristo, em uma clínica de reabilitação. Na ocasião, uma campanha online foi realizada para ajudá-lo a custear a remoção da tatuagem.

No entanto, em 2022, ele voltou a ser preso por roubo em Cotia, na região metropolitana de São Paulo.

Segundo relatos do portal R7, Ruan e seu comparsa foram detidos pela polícia enquanto tentavam fugir pelos fundos da casa assaltada, sendo encontrados em um veículo com registro de furto.

Os dois foram encaminhados para o 89º Distrito Policial do Morumbi, onde o boletim de ocorrência foi registrado. A reincidência do jovem levanta questões sobre o sistema de ressocialização e reinserção de ex-detentos na sociedade.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página