Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Com filho baleado, mãe diz que não serviria mais a Jesus se filho morresse; vítima não resistiu

Filho foi baleado após uma briga de facções, na Grande João Pessoa

Publicado

em

Jovem não resistiu e morreu no local em que foi alvejado - Foto: Reprodução

Uma mãe suplicou pela vida do seu filho, após o jovem ser baleado na noite desta terça-feira (07/06), em um bairro de Bayeux, na Grande João Pessoa.

Segundo a polícia militar, uma briga de facções teria motivado um ataque a tiros na comunidade. Duas pessoas foram atingidas no local, entre eles Jean Gabriel, que ficou caído no chão.

Assim que soube do incidente, a mãe do jovem correu para o local e começou a suplicar pela vida do filho. O momento foi filmado, e na gravação, a mulher pede para alguém chamar o SAMU e diz que acredita que o rapaz ainda estava vivo.

No vídeo, ela diz que caso o filho morresse, ela deixaria de servir a Cristo. “Se ele morrer hoje, eu deixo de servir a Jesus hoje. E é só até hoje. Só até hoje”, prometeu a mulher dizendo, ainda, que decidiu filmar para servir como testemunho.

No entanto, a morte do jovem foi contatada pela polícia antes da chegada do SAMU, minutos depois.

Segundo a polícia, Jean já era conhecido na região pela prática de tráfico de drogas. Segundo o sargento De França, da Polícia Militar, há 15 dias Jean foi detido com drogas, levado para a delegacia e liberado em seguida.

O outro jovem baleado, Samir Ramos Leite, de 24 anos, foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Os suspeitos do crime fugiram e ainda não foram localizados. A Polícia Civil está investiga o caso.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página