Conecte-se conosco

Brasil e Mundo

Ex-primeiro-ministro e esposa optam por eutanásia e morrem juntos na Holanda

Publicado

em

O ex-primeiro-ministro Dries van Agt e a esposa, Eugenie Krekelberg: dupla eutanásia - Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-primeiro-ministro holandês, Dries van Agt, que governou o país entre 1977 e 1982, e sua esposa, Eugenie, optaram por encerrar suas vidas juntos através de um procedimento de eutanásia dupla na Holanda.

Dries van Agt, que enfrentava sequelas de um derrame cerebral ocorrido em 2019, e sua esposa, Eugenie, tomaram a decisão de não mais prolongar seu sofrimento.

O casal, que estava casado há 70 anos, faleceu de mãos dadas em um hospital na cidade de Nijmegen, onde residiam. A informação foi divulgada pela The Rights Forum, uma fundação pró-Palestina fundada por van Agt.

A eutanásia dupla é permitida na Holanda, e desde 2022, o governo registrou 116 casos desse tipo de procedimento. Segundo Elke Swart, diretora do Expertisecentrum Euthanasie, embora o interesse por esse tipo de eutanásia esteja crescendo, ainda é considerado algo raro, dependendo do acaso de duas pessoas estarem sofrendo insuportavelmente, sem perspectiva de alívio, e desejarem a eutanásia simultaneamente.

A legislação holandesa sobre eutanásia estabelece que o procedimento só pode ser aplicado se a pessoa estiver em sofrimento, sem perspectiva de alívio, e expressar o desejo de morrer, com o certificado de pelo menos dois médicos.

Dries van Agt e Eugenie van Agt, ambos com 93 anos de idade, se juntam a outros países europeus, como Bélgica, Luxemburgo, Espanha e Portugal, que também permitem a prática da eutanásia.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página