Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Gleisi Hoffmann diz que PT dispensa perdão do bispo Edir Macedo a Lula

Publicado

em

Gleisi Hoffmann, Lula e Edir Macedo - Imagem: Montagem/Portal do Trono

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, decidiu responder o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, que nesta quinta (03), publicou um vídeo pedindo o ‘fim da mágoa’ de evangélicos com Lula e reconhecendo a vitória do petista.

Gleisi disse que o partido “dispensa” o perdão do bispo e que ele deveria pedir perdão a Deus pelas “mentiras que propagou”. Macedo foi aliado do atual presidente Jair Bolsonaro (PL) durante toda a eleição, e fez campanha contra a candidatura do petista.

“Dispensamos o perdão de Edir Macedo. Ele é quem precisa pedir perdão a Deus pelas mentiras que propagou, a indução de milhões de pessoas a acreditarem em barbaridades sobre Lula e sobre o PT, usando a igreja e seus meios de comunicação para isso”, disse Gleisi.

O bispo afirmou durante live publicada no Instagram que orou pela vitória de Bolsonaro, mas que agora é hora de seguir em frente.

“Eu orei, ‘ó, Deus, quero que Bolsonaro ganhe’. Mas seja feita Vossa vontade. Eu pedi para ele fazer a vontade dEle e Ele fez. O que que eu vou fazer agora? Tocar a vida pela frente”, comunicou o bispo.

“Ontem, durante nossa reunião, uma fiel gritou e disse que perdoa Lula, que fez tanto mal ao Brasil. E, sim, quantas pessoas devem estar magoadas com Lula, porque ele fez mal ao Brasil. Eu também votei contra Lula. Mas vamos colocar a cabeça no lugar. A escolha da maioria, que votou em Lula. Então não podemos ficar com mágoa, temos de ter o perdão a Lula”, disse o bispo numa live transmitida por suas redes sociais nesta quinta.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página