Conecte-se conosco

Minas Gerais

Homem que tentou sequestrar Márcio Valadão é ordenado pastor

O ex-sequestrador juntamente com sua quadrilha tentou levar à força o pastor Márcio Valadão da Igreja Batista da Lagoinha

Publicado

em

Pastor Márcio Valadão e Luciano Ramiro - Foto: Reprodução

O pastor presidente da Igreja Batista da Lagoinha, Márcio Valadão, voltou a ministrar cultos na igreja matriz em Belo Horizonte neste domingo (03/07), após dois anos afastados dos púlpitos. Bastante feliz e esbanjando alegria, Valadão fez os fiéis se emocionarem com suas palavras.

O culto aconteceu na parte da manhã na sede da Lagoinha, na Região Noroeste de BH. Em um determinado momento, Márcio Valadão revelou que o homem que tentou te sequestrar foi ordenado pastor na última semana. A novidade foi bastante celebrada pelos membros ali presentes.

Tudo aconteceu há alguns anos atrás. Luciano Ramiro e mais uns comparsas foram para um bairro nobre da Região da Pampulha, na capital mineira, a fim de cometerem crimes, entre eles sequestro. O objetivo do grupo era render, sequestrar, levar alguma vítima para a empresa ou casa dela, e assim, poder levar dinheiro e objetos.

Neste dia, os criminosos escolheram um quarteirão específico do bairro e avistaram o pastor Márcio Valadão caminhando na calçada. Logo, Luciano reconheceu o religioso e alertou os comparsas sobre ele. No entanto, seus parceiros – inclusive um era macumbeiro -, não deram ouvidos e se prepararam para o ataque.

Segundo Luciano, o plano era abordar o pastor Márcio, pedir uma informação e sequestrá-lo, já que eles sabiam onde o religioso morava. Na visão deles, era a chance de tentar roubar a casa do pastor da Lagoinha.

Assim que se aproximaram do pastor, neste momento, eles tentaram subir o veículo na calçada, mas algo travou o carro de prosseguir. Então, não pensaram duas vezes, foram tentar abrir as portas, e ao fazer isso, foram impedidos por um mau funcionamento das portas, que por algum motivo não quiseram abrir.

Então, eles partiram, mas resolveram tentar novamente dando a volta no quarteirão. Assim que avistaram o pastor Márcio novamente, pararam do lado dele, e ao abrirem a porta e anunciar o sequestro, avistaram algo que travou os planos do grupo.

Na mesma hora passou uma viatura da Polícia Militar, que na época chamava-se “Patrulha do bairro”. O veículo do bando chamou a atenção dos militares. Neste momento, o grupo decidiu não cometer o crime contra o religioso.

CONVERSÃO E CONSAGRAÇÃO

Luciano foi preso em outras ocasiões. Em um dia na cadeia, ouvindo a pregação do pastor André Valadão, o jovem decidiu entregar sua vida para Jesus, após ouvir sobre o perdão de Deus. “Naquele dia, ouvindo a pregação com minha caixinha de som, naquela cela fria com mais de 28 pessoas, eu me entreguei e falei ‘Deus, quero ser uma pessoa boa, um homem de Deus, você pode me libertar’”, disse ele.

Dias depois, Luciano escreveu uma carta de dentro da cadeia para o pastor Márcio Valadão, pedindo perdão pelo ocorrido. E assim que saiu da cadeia, ele foi pessoalmente até a casa do pastor, buscar o perdão.

Nos últimos meses, Luciano e a esposa se voluntariaram na Igreja Batista da Lagoinha para servir. Na última quinta-feira (30/06), ele e mais um grupo de membros foram consagrados pastores da instituição.

“E se cumpre em minha vida a palavra selada e confirmada pelo Espírito Santo de Deus através de muitos homens e mulheres de Deus sobre meu chamado pastoral”, disse ele na última quinta.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página