Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Homem tem infarto em hotel e morre com bilhete premiado da Mega da Virada

Publicado

em

José Aparecido Monteiro, de 54 anos, foi encontrado morto ao lado de bilhete premiado no PR - Imagem: Arquivo Pessoal

Um homem, de 54 anos, foi encontrado morto em um quarto de hotel na última semana em Curitiba (PR). Segundo a Polícia Militar, ao lado do homem havia um bilhete premiado da Mega-Sena no valor de R$ 398 mil.

O corpo foi achado depois de funcionários do local acionarem a polícia, depois de não conseguirem mais contato com ele. Assim que os policiais entraram no quarto, encontraram o homem sem vida.

O bilhete de loteria premiado de cerca de R$ 400 mil que estava entre os pertences de José Aparecido Monteiro, era da Mega da Virada de 2018.

“Nós chegamos ao local e ele já estava sem vida. Ao que tudo indica, seria de morte natural, porque não existiam marcas de violência. Ele é morador do interior do estado e estava com um papel para sacar o dinheiro, mas ainda não havia feito isso”, informou o soldado Bazani ao UOL.

A Polícia Científica do Paraná e a Polícia Civil (PC) foram acionadas para irem ao local. Uma perícia foi feita em todo o quarto e o bilhete, assim como outros pertences, foram recolhidos e passaram por nova perícia nesta segunda-feira (06/02) no Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com o UOL, a irmã do homem, Maria José do Nascimento, de 59 anos, afirmou que o prêmio era da Mega da Virada de 2018, e que já havia sido retirado. Além disso, a Polícia Civil do Paraná confirmou que a causa da morte foi um infarto.

“Tem muita gente achando e falando que ele ainda iria resgatar o prêmio, mas não é verdade. Já faz tempo isso”, disse. “Ele estava com a solicitação (para realizar o saque) na mala porque foi resolver questões burocráticas em Curitiba de uma empresa de confecções que tinha”, explicou a irmã.

Ela contou que Nascimento morava com ela em Campo Mourão (PR), mas estava em Curitiba desde novembro do ano passado com previsão de retorno no carnaval.

Segundo ela, o irmão “vivia sorrindo para a vida”. “Era pra ele ter vindo no Natal, mas não deu certo. Estava planejando voltar no carnaval”, disse. Maria José explicou que a informação recebida pela família foi a de que a morte ocorreu por enfarte. “Há uns meses ele começou a passar mal e descobriu que, além de pressão alta, tinha diabetes. Pelo que contou já tinha começado o tratamento”, explicou.

Sobre o dinheiro do prêmio, a irmã disse que ele pagou algumas dívidas e comprou mercadorias para trabalhar com confecção. José Aparecido Monteiro foi enterrado no último sábado, (04/02), no Cemitério Municipal São Judas Tadeu, em Campo Mourão, cidade onde nasceu.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página