Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Igreja Católica autoriza bênção para casais do mesmo sexo

Publicado

em

Em um anúncio nesta segunda-feira (18/12), o Vaticano informou que, a partir de agora, os padres têm permissão para conceder bênçãos a casais do mesmo sexo. A decisão, revelada em um documento autorizado pelo papa Francisco, representa uma mudança significativa na abordagem da Igreja Católica em relação à união homossexual.

O documento esclarece que essa autorização não implica uma alteração na doutrina da Igreja sobre o casamento, que continua a considerar a união entre casais do mesmo sexo como “irregular”. No entanto, o Vaticano destaca que a concessão de bênçãos a esses casais é um “sinal de que Deus acolhe a todos”.

Segundo a nova orientação, os padres católicos romanos podem agora escolher administrar bênçãos a casais do mesmo sexo, se assim desejarem. No entanto, também têm o direito de se recusar a realizar o ritual. É importante ressaltar que os padres não podem proibir a entrada de pessoas em qualquer situação em que busquem a ajuda de Deus através de uma bênção simples.

A decisão especifica ainda que as bênçãos não devem assemelhar-se a cerimônias de casamento e não podem ocorrer durante liturgias regulares da Igreja.

O papa Francisco, em discurso anterior em outubro, indicou a possibilidade de tal mudança, declarando: “Não podemos ser juízes que apenas proíbem”. Em outras ocasiões, o pontífice demonstrou uma postura mais inclusiva, reconhecendo a dignidade das mulheres trans e criticando a criminalização da homossexualidade por alguns países.

Apesar desses avanços, grupos de homossexuais católicos têm pressionado por mudanças mais substanciais há mais de uma década. A decisão atual, embora represente um passo controverso, não modifica a posição da Igreja Católica em relação à união entre pessoas do mesmo sexo, permanecendo esta como uma questão “irregular” dentro da doutrina.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página