Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Igreja Católica é acusada de vender cerca de 30 mil recém-nascidos na Bélgica

Publicado

em

Igreja Católica é acusada de vender cerca de 30 mil recém-nascidos na Bélgica - Imagem/ilustrativa

Um escândalo sem precedentes envolve a Igreja Católica na Bélgica, com a acusação de ter vendido cerca de 30 mil recém-nascidos entre as décadas de 1950 e 1980. A denúncia foi feita por um jornal belga, e as mães envolvidas, muitas das quais eram solteiras grávidas, afirmam não saber o destino de seus bebês após o parto, algumas relatando terem sido vítimas de abusos sexuais durante o período.

O jornal Het Laatste Nieuws (HLN) publicou recentemente novos depoimentos, revelando histórias de mulheres obrigadas a abandonarem seus filhos ao nascer e de adultos adotados, alguns ainda em busca de suas origens, que afirmam terem sido “vendidos” pela Igreja Católica à suas famílias adotivas.

Estima-se que até 30 mil crianças foram separadas de suas mães na Bélgica entre 1945 e a década de 1980, de acordo com o HLN, enquanto a Igreja Católica ainda não confirmou as informações.

A maioria dos casos envolveu mães jovens e solteiras, algumas vítimas de estupro ou incesto, cujas gestações eram mantidas em segredo pelos pais. Essas mulheres eram encaminhadas para instituições católicas, que, por sua vez, facilitavam a adoção ao entrar em contato com famílias interessadas.

O porta-voz dos bispos negou a expressão “crianças compradas”, ressaltando que as famílias adotivas contribuíam financeiramente para o funcionamento das comunidades religiosas em agradecimento pela adoção.

Este não é o primeiro escândalo desse tipo na Bélgica; em 2014-2015, durante audiências no Parlamento regional, milhares de adoções forçadas foram denunciadas, resultando em pedidos dos bispos para que os serviços da infância de Flandes realizassem uma investigação baseada nos arquivos das comunidades religiosas que acolhiam as futuras mães.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página