Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Irmãos de suspeito por morte de Sara Mariano são assassinados na Bahia

Publicado

em

Airane Duarte de Lima Reis e Edson Duarte de Lima foram mortos em Camaçari, na RMS - Foto: Redes sociais

Dois irmãos de Gideão Duarte Lima, atualmente preso sob suspeita de envolvimento na morte da cantora gospel Sara Mariano, foram brutalmente assassinados na noite do último sábado (24/03) em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

Airane Duarte de Lima Reis, 31 anos, e Edson Duarte de Lima, 30, foram alvejados a tiros na Rua Itamaraju, no bairro Verdes Horizontes. Apesar do rápido acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ambos foram encontrados sem vida no local do incidente.

Segundo relatos de testemunhas à Polícia Civil, um indivíduo, pilotando uma motocicleta, se aproximou de Edson e efetuou múltiplos disparos de arma de fogo, resultando em sua morte imediata. A Polícia Militar isolou a área do crime e solicitou a intervenção do Departamento de Polícia Técnica (DPT) para proceder com a remoção dos corpos e conduzir a perícia necessária. A 4ª Delegacia de Homicídios (Camaçari) está encarregada das investigações.

Carlos Augusto Vaz, advogado encarregado da defesa de Gideão, afirmou que seu cliente ainda não foi informado sobre o trágico desfecho de seus irmãos. Ele acrescentou que, conforme informações preliminares, o alvo do ataque seria Edson, com Airane sendo vítima colateral do atentado.

Gideão é um dos acusados, junto com o marido de Sara, o pastor Ederlan Santos Mariano; Weslen Pablo Correia de Jesus, conhecido como bispo Zadoque; e Victor Gabriel Oliveira Neves, em um processo movido pelo Ministério Público Estadual. A denúncia alega que o crime ocorreu com o intuito de apropriar-se da imagem pública de Sara Mariano, visando impulsionar a carreira de Victor, em que todos lucrariam futuramente.

A hipótese inicial de que o crime poderia estar relacionado a motivos passionais foi descartada durante o curso das investigações.

Sara, que era casada com Ederlan e tinha sua carreira gerenciada pelo mesmo, foi informada no dia do fatídico ocorrido, em 24 de outubro, sobre uma apresentação em um evento evangélico na Região Metropolitana de Salvador. Gideão, atuando como seu motorista, a conduziu até a BA-093, onde Victor e Zadoque a aguardavam para perpetrar o ato criminoso. O corpo da cantora foi posteriormente encontrado em um terreno baldio às margens da rodovia.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página