Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Isabel do Vôlei morre dois dias após entrar no grupo de transição de Lula

Publicado

em

Isabel Salgado - Foto: Reprodução/Facebook

Morreu nesta quarta-feira (16/11), aos 62 anos, a ex-jogadora de vôlei e vôlei de praia Isabel Salgado, a Isabel do Vôlei. Nesta terça-feira (15/11), foi diagnosticada com uma bactéria no pulmão, e hoje faleceu de madrugada.

Na última segunda-feira (14/11), ela havia sido incluída no grupo de transição do esporte do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. Isabel estava internada no hospital Sírio-Libanês em São Paulo e sofreu uma parada cardíaca.

A morte foi confirmada pela produtora de cinema Paula Barreto, em mensagem no grupo Esporte Pela Democracia. “Fiz um call com ela na segunda-feira. Ela estava super gripada. Falei para ela ir a um hospital, ela me disse que já tinha ido e testado negativo para Covid. Na segunda a noite foi dormir passou mal”, disse.

“Deixou para ir para o hospital Sírio na terça de manhã. Quando acordou na terça já estava bem pior. Internou no Sírio já no CTI. Detectaram uma bactéria que já tinha tomado todo o pulmão. Foi entubada e teve uma parada cardíaca às 4h da manhã de hoje”, escreveu Paula.

Ela foi uma das maiores referências do vôlei brasileiro. Disputou duas Olimpíadas (Moscou 1980 e Los Angeles 1984) no vôlei de quadra e depois, no início dos anos 1990, migrou para o vôlei de praia, em que foi uma das pioneiras mundiais da modalidade.

Três dos filhos de Isabel fizeram carreira vitoriosa no vôlei de praia. Pedro Solberg, que disputou as Olimpíadas da Rio 2016 e ficou em nono lugar, Maria Clara Solberg e Carol Solberg. Carol, ao lado da medalhista Bárbara Seixas, está entre as melhores do mundo atualmente.

No último fim de semana, a dupla ficou com o bronze na etapa de Uberlândia do Circuito Mundial. Além deles, Isabel deixa Pilar e Alison, filho que adotou em 2015. Além disso, Isabel Salgado deixa cinco netos.







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página