Conecte-se conosco

Gospel

Junior Trovão pede a prisão dos vândalos de Brasília: “Seja de direita ou esquerda”

Publicado

em

Pastor Júnior Trovão - Foto: Reprodução

O pastor Junior Trovão foi um dos líderes religiosos a cobrar punição aos envolvidos nos ataques aos prédios dos Três Poderes em Brasília, no último domingo (08/01).

“Que todos os que arquitetaram isso sejam presos, seja de direita ou esquerda”, declarou ele pelas redes sociais.

Desde que eclodiu os atos de vandalismo na capital federal, Trovão tem cobrado a prisão das pessoas que vandalizaram Brasília: “Que sejam presos todos aqueles que causaram os danos ao patrimônio público”, disse ele nesta segunda.

Além de Junior Trovão, outros líderes evangélicos se manifestaram sobre a manifestação e os atos de vandalismo no último domingo. Confira abaixo algumas manifestações:

MARCO FELICIANO: A revolta popular que é quando um grupo de pessoas se organizam para protestar, é legítima. Os ânimos acirrados levaram as depredações que não são legítimas. Por causa delas, os manifestantes serão chamados de baderneiros e criminosos. O que vem a seguir será uma repressão sem limites”.

SÓSTENES CAVALCANTE: Quem sempre faz manifestações com ‘quebra quebra’ foi a esquerda! A imprensa não chamava essas manifestações esquerdistas de atos antidemocráticos. Reitero que sou contra a depredação de patrimônio público e privado, entretanto, não posso aceitar os dois pesos e duas medidas”.

Publicidade

TEOFILO HAYASHI: Liberdade de expressão e protesto pacífico é legítimo e parte da democracia. Já a baderna e violência ocorrida hoje em Brasília é vergonhosa. Esse vandalismo era tudo que a esquerda sempre quis para reforçar a narrativa e a pressão que virá. A violência e vandalismo que vimos é inaceitável tanto hoje em Brasília como também em 2014 quando a esquerda invadiu o STF. Manifestações pacíficas e diálogos devem sempre ser o caminho numa democracia. A lei deve valer a todos. Os extremistas violentos devem ser punidos até para não os confundirem com o restante da maioria conservadora cristã que não é violenta. Esse não é o caminho de Cristo. Oremos pela paz do Brasil e para que a verdade prevaleça”.

ELIZEU RODRIGUES: Estão dizendo que como Josué invadiu Jericó, devemos invadir prédios públicos. Nosso capitão não é Josué, é Jesus! Ele é tipo de cristo apenas sendo aquele que conduziu o povo ao descanso. A igreja foi enviada a pregar, não a matar ou destruir. Josué matava e destruía, Jesus deu a vida e construiu um povo construtor e não destruidor! Jesus não disse ‘aprendei com Josué, mas aprendei de mim que sou manso e humilde’. Paulo disse que poderia ser imitado apenas porque era imitador de cristo! Entendo a fúria da sociedade, mas não concordo com crentes incentivando a depredação e ainda usando textos de Davi, Josué e Jesus usando chicote no templo.”.

Publicidade

+ Acessadas da Semana