Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Mulher flagrada em caso de injúria racial vai responder em liberdade

Publicado

em

Mulher acusada de injúria racial no metrô de BH é solta pela Justiça - Imagem/Divulgação

Adriana Maria Lima Brito, acusada de injúria racial no metrô, está em liberdade, após uma audiência de custódia realizada nesta terça-feira, no Fórum Lafayette.

A decisão da Justiça foi de que ela ganhou o direito à liberdade provisória por ser ré primária e pela pena do delito não ser superior a 4 anos de prisão.

A mulher vai ter que cumprir as medidas cautelares de não manter qualquer tipo de contato com as vítimas. Além disso, deverá comparecer a todos os atos do inquérito e ação penal e não vai poder ficar fora de BH pelo prazo superior a 30 dias, sem autorização judicial.

No último domingo (5), Adriana Maria Lima Brito agrediu uma família de pessoas negras com gestos e ofensas racistas.

Em um vídeo, divulgado nas redes sociais, é possível ver a mulher dizendo que era racista sim, e que não poderia compartilhar o vagão com pessoas pretas.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página