Conecte-se conosco

Brasil e Mundo

No Piauí, Justiça condena ex-pastor a 27 anos de prisão por estuprar filha criança

Publicado

em

Ex-pastor e professor é condenado a 27 anos de prisão por estuprar filha criança durante quatro anos no PI - Imagem: ilustrativa

Um ex-pastor e professor, identificado apenas pelas iniciais C.D.C., foi condenado a 27 anos e dois meses de prisão por estuprar sua própria filha, quando ela era criança, durante um período de quatro anos, de 2018 a 2022. O caso chocante ocorreu em Colônia do Gurguéia, a 478 km de Teresina, e foi julgado pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI) em Manoel Emídio.

O homem, atualmente com 45 anos, está preso desde junho de 2023, após a conclusão do inquérito da Polícia Civil. De acordo com o Ministério Público do Piauí (MPPI), a pena máxima foi solicitada devido à gravidade do crime e ao fato de o agressor ser o pai da vítima.

“É um caso muito triste e chocante. Nós buscamos garantir condenações proporcionais aos danos causados pela violência sexual”, afirmou o promotor de justiça Yan Walter Cavalcante.

Segundo o delegado Arão Lobão, responsável pelo caso, outro inquérito policial contra o ex-pastor também foi concluído, desta vez relacionado a uma adolescente, embora não tenha sido detalhado o crime cometido.

Em entrevista concedida em 2023 ao G1, a ex-esposa do condenado relatou que a filha precisou de acompanhamento psicológico para superar o trauma e que, somente após o tratamento, ela conseguiu retomar uma vida social. “Agora ela se sente aliviada por saber que não vai mais ver ele”, comentou a mãe, que preferiu não se identificar.

A mulher, que teve duas filhas com o agressor, revelou que as visitas programadas do pai às crianças começaram a gerar preocupação após relatos da babá sobre comportamento inadequado. Após a coragem da criança em relatar os abusos, o caso veio à tona, resultando na prisão e posterior condenação do agressor.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página