Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Padre encerra casamento após ver cachorros entrarem com as alianças: “É o cúmulo”

O caso aconteceu no sábado (14/05), em Nova Olinda (CE)

Publicado

em

Padre termina cerimônia ao ver cães entrarem com alianças: “O cúmulo” - Imagem: Divulgação

Viralizou na internet na última semana a reação de um padre de Nova Olinda (CE), após se recusar a dar a bênção final de um casamento depois que dois cachorros entraram na igreja levando as alianças. O caso aconteceu no sábado (14/05).

César Retrão, da Paróquia São Sebastião, teria reclamado e ‘fechado a cara’ ao ver os vira-latas dentro da igreja. De acordo com a noiva Brenda Jamilli, de 18 anos, o padre encerrou a celebração sem dizer a frase: “Eu vos declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva”.

“Isso é o cúmulo, dois animais entrando na igreja com as alianças. É inadmissível”, teria dito o religioso. “Apenas assinamos o livro e ele deu as costas. Nos sentimos envergonhados, fracos, não tivemos ação nem de reagir na hora”, contou a balconista ao Uol.

Brenda e o marido, Eliwelton Silva, de 24 anos, afirmam que tinham autorização prévia da secretaria paroquial para levar os animais. Segundo ela, um dos cães, “Pipoca”, foi abandonado, cega e tinha uma ferida na cabeça. “Scooby”, também abandonado e depois atropelado, veio a ficar deficiente. Ambos resgatados pelo Instituto Lilica, que acolhe animais de rua e encaminha para adoção.

“Por isso a escolha pra levarem nossas alianças, os seres mais puros da terra são os animais e pipoca e scooby nos definiam, definem o amor, a pureza, a inocência. Eu e Eliwelton somos católicos, cremos que nosso casamento precisa da bênção de Deus, e precisamos do homem para isso”, disse ela em um desabafo nas redes sociais.

“Ao meu ver ninguém é obrigado a gostar de quaisquer animais, mas aceite, não despreze, você não é obrigado a ter um animal em sua casa, a alimentar os das ruas, mas aceitar que é um ser que pode ser bem vindo em qualquer lugar é um dever seu”, escreveu ela.

Nas imagens do casamento, os animais aparecem vestindo roupinhas “black-tie”. Os cachorros foram guiados em coleiras por parentes dos noivos.

Em nota divulgada nas redes sociais, o Instituto Lilica informou que o padre César Retrão já ajudou a entidade diversas vezes e que é “um sacerdote íntegro”, mas que foi “angustiante a surpresa do repúdio em meio à cerimônia”. “Ao nosso entender, como cristãos, o amor estava ali representado”, diz o comunicado.

Procurada pelo Uol, a diocese do Crato informou que fará uma reunião com o bispo e o Colégio de Consultores para tratar sobre o assunto.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página