Conecte-se conosco

Gospel

Pastor Davi Passamani escreveu carta de despedida e tentou suicídio após acusações, diz site

Publicado

em

Em um desdobramento do caso envolvendo acusações de importunação sexual, o pastor Davi Passamani, líder da Igreja Casa em Goiânia, tentou o suicídio. A notícia foi divulgada pelo site O Fuxico Gospel na manhã deste domingo (24/12). O Portal do Trono tentou contato com o pastor, mas sem sucesso.

Em uma carta de despedida publicada no grupo da igreja no WhatsApp, segundo reportagem do Fuxico Gospel, Passamani expôs suas profundas angústias. “Hoje eu deixo a rédea da minha vida, por ter tentado tanto percebi que jamais conseguiria vencer”, escreveu ele. O pastor relatou que se isolou em um hotel após a exposição do escândalo.

No vídeo acompanhando a carta, Passamani fala em tom sussurrante, sugerindo palavras de despedida. Ele descreveu suas tentativas de sorrir publicamente nas últimas semanas, uma máscara para ocultar sua batalha interna.

“Eu estava triste comigo mesmo e com as guerras que nunca consegui vencer, apenas as calei… e bastou dar um passo na direção dessa batalha que eu me perdi”, confessou o pastor.

Na carta, Passamani agradeceu à família e à esposa, Giovanna, reconhecendo a luta dela ao seu lado. “Obrigado pelo seu amor, mas você não merece sofrer”, expressou ele. Ele também agradeceu aos amigos e familiares, destacando o apoio recebido ao longo de sua vida.

Leia abaixo na íntegra, carta atribuída ao pastor:

“Hoje eu escrevo uma das cartas mais difíceis de se escrever. Hoje eu deixo a rédea da minha vida, por ter tentado tanto percebi que jamais conseguiria vencer. Hoje estou perdendo para mim, eu feri a mim e somente a mim, o maior adversário da minha vida foi o que eu perdi. A culpa não é de ninguém, tentar encontrar culpado sempre será a decisão de quem não entendeu que precisa viver. A culpa também não é minha, se tenho culpa? Essa seria não ter aceitado quem sou.
Nas últimas 3 semanas, eu dei abraços mais longos, tentei sorrir mais alto… mas só para quem me conhecia de perto poderia perceber que eu estava perdendo a guerra. Eu estava triste comigo mesmo e com as guerras que nunca consegui vencer, apenas as calei… e bastou dar um passo na direção dessa batalha que eu me perdi.
Hoje mesmo dei meu último abraço em quem me gerou e chorei porque ouvi dela “EU TE AMO MUITO MEU FILHO”. Conversei com meu filho caçula pelo WhatsApp, saí para almoçar com minhas filhas e, sem que ninguém percebesse, eu me despedi não deles, mas sim de mim. Deus me deu filhos que eu nem merecia. E nessa dor, não deixaria eles verem mais vergonha em quem só tentou vencer.
Ah, e por falar em vencer, obrigado Pai, obrigado mãe, obrigado aos meus irmãos… e especialmente obrigado Giovanna, você foi a melhor coisa que me aconteceu porque lutou como pôde sem saber se iria vencer… obrigado pelo seu amor, mas você não merece sofrer. Obrigado a todos, perto e longe, pois nessa vida eu só escolhi amar vocês.
Ao se lembrar de mim, lembre-se de que eu só era um menino que amava sorrir para o choro esconder. Adeus”.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página