Conecte-se conosco

Gospel

Guilherme de Pádua pede perdão a Glória Perez: “Sonhei com esse momento”

Publicado

em

Guilherme de Pádua - Foto: Reprodução/YouTube

O pastor Guilherme de Pádua, que virou assunto nas últimas semanas, após o lançamento de uma série documental da HBO que conta detalhes do crime cometido por ele em 1992, voltou a pedir perdão à família Daniella Perez. Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube, Pádua relembrou outros momentos em que desejou pedir desculpas pessoalmente, mas que não conseguiu.

Bastante criticado pelo assassinato da atriz, Guilherme revelou que há anos tenta pedir perdão à família de Daniella, principalmente para a escritora Glória Perez.

Em 2010, por exemplo, a revista Veja publicou uma matéria em que Pádua afirma querer se encontrar com Glória. “Já sonhei com esse momento. Acho que beijaria os pés dela, deixaria ela me bater”, contou à época.

Guilherme disse que não sabia como fazer. Mas imaginou que poderia ser com um advogado da família, ou alguém escolhido para intermediar o momento. Ele conta que nunca imaginou que pediria perdão pela internet.

Em outra ocasião, em 2012, em entrevista ao apresentador Marcelo Rezende, Guilherme explicou que se estivesse frente a frente da escritora, iria somente pedir perdão, já que nada iria trazer sua filha de volta.

Mesmo assim, o atual pastor da Igreja Batista da Lagoinha disse que é julgado até os dias de hoje. Além disso, conta que muitos não acreditam em sua conversão.

Por fim, Guilherme pediu perdão aos familiares de Daniella Perez: “Mas talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso Glória Perez, eu te peço perdão, por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Nunca esqueci. Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo”, disse ele, com a voz embargada.

“Peço perdão aos familiares, amigos e a todos que se entristeceram que revoltaram com essa história. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vai significar nada”, completou. “O perdão é dom de Deus. O perdão tem mais haver com quem perdoa, do que com quem é perdoado”, afirmou.

“Nunca na minha vida eu senti algo igual eu senti naquele momento. Nunca. Eu peço perdão aos familiares, aos amigos, a todos que se envolveram com essa história, que se entristeceram, que se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado”, finalizou ele.

Nascido em Belo Horizonte (MG), Guilherme voltou a morar na cidade em 1999. Após deixar a prisão, Pádua se separou de Paula Thomaz, conheceu a Igreja Batista da Lagoinha, e em março de 2006, casou-se com a produtora de moda e maquiadora Paula Maia, 14 anos mais nova e que havia conhecido na IBL que ambos frequentavam.

Em dezembro de 2017, já conectado com a igreja e realizando projetos missionários com a Lagoinha, Guilherme de Pádua decidiu iniciar seu ministério pastoral, após ser ordenado pastor da igreja, que tem como membros nomes conhecidos do meio gospel e cristão, como André Valadão, Mariana Valadão, Ana Paula Valadão, Felippe Valadão, Lucinho Barreto, Flavinho, Ezenete Rodrigues, entre muitos outros.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página