Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Pastor leva celular para conserto, deixa bilhete e dinheiro para técnico esconder traição

Homem escondeu um bilhete e R$ 150 na bateria para que o profissional não consertasse o celular

Publicado

em

Técnico encontrou bilhete com apelo de pastor infiel - Imagem: Reprodução/TikTok

Seis milhões de visualizações! É o número de vezes que um vídeo publicado por um técnico em informática foi visto no TikTok. E a história por trás do vídeo envolvendo um pastor é o que vem chamando a atenção dos usuários fazendo o vídeo viralizar nas redes sociais.

Tudo começou quando Zalmir Ferreira, trabalhador de uma loja de assistência técnica de Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, recebeu um pedido inusitado de um pastor que levou o celular para conserto na loja.

“Há três semanas um casal deixou um celular na loja, ela disse que queria ver alguma coisa que tava no celular, mas que ele deixou o aparelho cair no vaso. Ela levou e falou que era para consertar e entregar só pra ela. Quando abri o aparelho, tinha um bilhete lá dentro”, disse o técnico.

No bilhete, o suposto pastor assume ter uma amante e pede para que o técnico não conserte o celular. Ele ainda deixa um “agrado” de R$ 150 para que Zalmir acobertar a situação.

“Ele veio com a esposa e deixou esse celular que ele jogou dentro do vaso e [o celular] não quer mais ligar. Olha o que eu achei dentro do celular”, compartilhou o técnico, mostrando o bilhete que estava escondido dentro do aparelho.

“Amigo, por favor, fala que este aparelho não tem mais jeito. Se minha esposa ver o que tem nele, eu perco a casa, o carro, a conta bancária, a amante, a dignidade e as ovelhas da igreja. Em nome do pai, me ajuda, está aí um agrado para você”, escreveu o pastor.

Através de outra rede social, Zalmir contou que já entregou o celular ao casal. Ele disse ter devolvido o dinheiro ao cliente e que, para não se envolver na intimidade do casal, cumpriu seu dever como técnico de informática.

AMEAÇAS

“Eles vieram juntos, entreguei o celular na mão dos dois e eles se resolveram. Minha área é de manutenção e consertos. Eu não clono, bloqueio ou desbloqueio coisas de maridos, amantes, filhos. Seria má índole da minha parte dizer que não tinha conserto para o aparelho”, afirmou Zalmir.

Zalmir trabalha na área há sete anos e disse que não poderia deixar o profissionalismo de lado. Por esse motivo, ele não quis se envolver na situação e devolveu o dinheiro ao cliente. Após consertar o aparelho normalmente, no entanto, ele conta que o homem voltou à loja para ameaçá-lo.

“Eu não vi o que tinha no celular, nunca olho. E como me envolvi com a história, aí que não queria saber mesmo, já tava dando muita confusão. Depois de dois dias que o celular foi consertado, ele apareceu lá sozinho, muito alterado, querendo o celular, me ameaçou dizendo que ia chamar um advogado”, contou o técnico ao site BHAZ.

Mas, segundo o profissional da informática, mais tarde o homem voltou ao estabelecimento para se desculpar e assumir que “exagerou na dose”. “Ele reafirmou que tinha algo importante lá dentro, mas não queria falar o quê. Eu então devolvi o dinheiro dele e a cartinha, ele até brincou ‘pelo jeito não teve solução pro meu lado’”, narra Zalmir. Assista oa vídeo:













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página