Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Pastor morre de anemia e insuficiência dos órgãos ao tentar jejuar 40 dias

Publicado

em

Francisco Barajah tinha 39 anos - Foto: Divulgação

Um pastor em Moçambique, na África, morreu após tentar jejuar por 40 dias, imitando um episódio semelhante descrito na Bíblia, a qual Jesus Cristo jejuou por 40 dias e 40 noites.

Segundo informou a BBC, Francisco Barajah, fundador da Igreja Evangélica de Santa Trindade, morreu em um hospital da cidade da Beira, para onde foi levado em estado crítico. Ele tinha 39 anos.

As informações dão conta que, após 25 dias sem comida e sem água, o homem havia perdido peso a ponto de não conseguir se levantar. Em estado crítico, o religioso foi levado ao hospital por insistência de familiares e de fiéis de sua igreja.

No centro médico, Barajah foi diagnosticado com anemia aguda e insuficiência dos órgãos digestivos. Na tentativa de salválo, os profissionais da saúde o reidrataram com soro e tentaram alimentá-lo com líquidos, mas não conseguiram reverter o quadro. O pastor faleceu na última quarta-feira (15/02).

Além de pastor, Francisco também era professor de francês na cidade de Messica, na província de Manica, na fronteira de Moçambique com o Zimbábue.

Segundo relatos de membros da Igreja de Santa Trindade, era comum o pastor e seus fiéis jejuarem, mas não por tanto tempo.

Seu irmão, Marques Manuel Barajah, confirma que o pastor jejuou, mas contesta o diagnóstico de óbito dado pelos médicos. “A verdade é que meu irmão sofria de pressão baixa”, disse ele.

Este não é o primeiro caso em que alguém morre ao tentar reproduzir o jejum de 40 dias de Cristo no deserto descrito no Evangelho de Mateus.

Em 2015, um homem do Zimbábue faleceu após 30 dias sem comer, conforme informou a mídia local na época. Em 2006, um legista britânico descobriu que uma mulher morreu no meio de um jejum semelhante em Londres.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página