Conecte-se conosco

Polêmicas

Pastora Sarah Sheeva denuncia ‘defraudação emocional’ em doramas

Publicado

em

A pastora Sarah Sheeva expressou preocupação com doramas após o pastor Ailton José Alves Junior alertar sobre o gesto do coração associado a essas séries

No centro de uma recente polêmica, a pastora Sarah Sheeva manifestou sua preocupação em relação aos doramas, séries de televisão asiáticas, após o pastor Ailton José Alves Junior, da Igreja Assembleia de Deus de Pernambuco, alertar os fiéis sobre os perigos associados a esses programas.

A discordância entre os líderes religiosos surge quando o pastor recomenda que os fiéis evitem fazer o gesto do coração, símbolo popular entre os fãs de doramas, devido ao que ele chama de “defesa de androginia”. Sarah Sheeva, no entanto, enfoca a dimensão emocional do impacto dessas séries.

A pastora fez um comentário em um post no Instagram, destacando: “Gente, o problema do dorama não está no símbolo do coração, está na defraudação emocional que ele causa na alma das pessoas. Leia o livro Defraudação Emocional.”

O pastor Ailton JR., em um culto que ganhou destaque nas redes sociais, alertou os jovens de sua igreja sobre o gesto do coração de dorama, associando-o à androginia. Ele declarou: “Não faça mais coração de dorama, os púlpitos da igreja fazendo pra tirar foto, coração de dorama. Você sabe o que é dorama? Quem sabe aqui, o que é dorama? Defesa de androginia! Não há definição de macho nem fêmea e todo mundo fazendo sinal de dorama porque são ignorantes.”

O vídeo do discurso gerou reações nas redes sociais, com alguns jovens presentes no culto discordando das afirmações do pastor.

Doramas são séries televisivas asiáticas, especialmente japonesas, coreanas, chinesas e taiwanesas, que abordam principalmente dramas românticos, comédias ou histórias emocionais, explorando temas como amor, amizade e vida cotidiana.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página