Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

PSOL pede ao STF que inclua Magno Malta em inquérito que investiga atos em Brasília

Publicado

em

Magno Malta pode ser incluído em processo que investiga atos criminosos em Brasília - Foto: Marcos Oliveira/Agencia Senado)

O Psol e sua bancada na Câmara Federal entraram com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a inclusão de 11 parlamentares, entre eles o senador eleito Magno Malta (PL-ES), no inquérito que investiga as responsabilidades de quem praticou atos de vandalismo em Brasília, no último domingo (08/01).

Na petição com o pedido de investigação e medidas cautelares são citados os nomes dos congressistas Andre Fernandes, Magno Malta, Silvia Waiãpi, Clarissa Tércio, Júnior Tércio, Ricardo Barros, sargento Rodrigues, José Medeiros, coronel Tadeu, Carlos Jordy e Ana Compagnolo.

A ação de 20 páginas foi protocolada no Supremo na noite de segunda-feira (09/01). No documento, é alegado que os parlamentares bolsonaristas incitaram as pessoas por meio de suas redes sociais.

“É urgente que a justiça apure as responsabilidades de parlamentares na convocação, divulgação e incentivo aos atos golpistas ocorridos no último domingo. Não podemos tolerar que qualquer tipo de leniência com aqueles que atentam contra o povo brasileiro e a soberania de sua decisão”, disse Sâmia Bomfim (Psol-SP), líder da bancada na Câmara.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página