Conecte-se conosco

Gospel

Silas Malafaia detona Papa Francisco após autorizar bênção a casais gays: “Falsifica a Palavra de Deus”

Publicado

em

Na última segunda-feira (18/12), o Papa Francisco aprovou a bênção a casais do mesmo sexo, uma decisão que não passou despercebida e gerou reações, especialmente do pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, que criticou fortemente a posição do pontífice.

Em um vídeo publicado nas redes sociais nesta terça-feira (19/12), Malafaia expressou sua desaprovação, chamando o Papa Francisco de “hipócrita” e afirmando que ele “envergonha os católicos”. A crítica do pastor se fundamentou na autorização do pontífice para que padres e bispos abençoem casais homossexuais.

“A pergunta é: onde no cristianismo, em nome do amor, tem licença para pecar ou abençoar práticas criminosas? Em lugar nenhum! Aprenda: o Deus que é amor vai colocar gente no inferno”, declarou Malafaia, citando trechos bíblicos como Salmo 9:17 e Apocalipse 21:8.

O líder religioso destacou a ênfase de Jesus sobre o tema do inferno no Evangelho de Mateus e reforçou que, segundo a Bíblia, a única relação aprovada é a heterossexual. Ele acusou o Papa de “falsificar o evangelho” e classificou a decisão como uma “heresia”.

“A única relação aprovada na Bíblia é heterossexual. Jesus não aprovou nem apoiou relação de homem com homem ou mulher como mulher. Papa, você está falsificando o evangelho. É uma heresia. Você quer fazer graça com esse mundo pervertido”, concluiu Malafaia.

Ao longo do vídeo, o pastor enfatizou que o “fundamento de fé, regra e prática do cristianismo é a Palavra de Deus” e argumentou que abençoar pessoas e abençoar práticas pecaminosas são atos distintos.

Malafaia encerrou seu pronunciamento expressando preocupação e desejando misericórdia ao povo católico. Assista:

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página