Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

10 fatos em 2022 que apontam para o fim dos tempos e a Volta de Jesus

Publicado

em

10 fatos em 2022 que apontam para o fim dos tempos e a Volta de Jesus - Foto: Montagem/Portal do Trono

Atualizado em 22/03/22, às 19h30 – Após dois meses e três semanas de 2022 o mundo já presenciou diversos fenômenos, atos, acontecimentos e situações que apontam para o fim da humanidade, bem como do planeta Terra. Os acontecimentos são vistos por muitos, principalmente cristãos, como sinais da volta de Jesus, assim como descrito no livro de Apocalipse. Abaixo você confere, resumidamente, 10 acontecimentos em 2022 que apontam para o fim dos tempos e a volta de Cristo.

1. CHUVAS TORRENCIAIS EM MINAS GERAIS (BRASIL)

No início de janeiro, o estado de Minas Gerais foi atingido por chuvas que se estenderam até fevereiro, deixando um rastro de destruição pelo estado. Mais de 30 pessoas morreram e 430 municípios decretaram situação de emergência em decorrência das chuvas em Minas. Além disso, mais de 70 mil pessoas foram retiradas de suas casas, sendo 60.497 desalojadas e 9.514 desabrigadas no período chuvoso, considerado um dos mais trágicos da história de MG.

2. TERREMOTOS

Nesses dois meses e três semanas de 2022, o mundo já presenciou grandes terremotos. Segundo o monitoramento de terremotos em tempo real, do site Apolo 11, até às 19h00 desta terça-feira (22/03), 3.426 terremotos foram registrados em todo o mundo somente em 2022. Sendo o maior deles no Japão, na última quarta-feira (16/03), com 7.3 de magnitude. Ainda segundo o monitoramento, os sísmicos foram sentidos em dezenas de países, como: Peru (5.2), Haiti (5,3), Afeganistão, )5,3), Taiwan (6), Tonga (6.2), Japão (6.4), China (6.9), Nova Zelândia (6.4), Indonésia (6.6), Papua Nova Guiné (5.9), Guatemala (6.2), Colômbia (5.6), Filipinas (6.7), México (5.7), entre outros.

3. INVASÃO DA RÚSSIA NA UCRÂNIA

A Rússia invadiu e atacou a Ucrânia nas primeiras horas da madrugada de 24 de fevereiro, e após quase quatro semanas, segue ampliando a invasão contra o país. A ofensiva gerou reações de líderes mundiais e da Otan. Entre as principais razões apontadas para a invasão, estão: a expansão da Otan pelo Leste Europeu e a possibilidade de adesão da Ucrânia à aliança militar. Desde 24 de fevereiro, diversas cidades vem sendo atacadas pela Rússia. Segundo a ONU, pelo menos 925 civis foram mortos na Ucrânia até aqui, sendo 75 crianças. De acordo com um levantamento da Reuters 15 mil pessoas morreram de ambos países e aproximadamente 3,5 milhões fugiram de suas casas. A guerra na Ucrânia levantou um grande temor em todo mundo, e inclusive, o medo de se iniciar uma 3ª Guerra Mundial ou uma guerra nuclear.

4. VULCÃO EM TONGA

A erupção de um vulcão submarino no arquipélago de Tonga no dia 15 de janeiro provocou um tsunami no sul do Pacífico. A erupção vulcânica foi centenas de vezes mais potente que a bomba atômica que os Estados Unidos lançaram sobre Hiroshima, no Japão, durante a Segunda Guerra Mundial, segundo a Nasa. O governo de Tonga chegou a dizer que mais de quatro quintos da população foi afetada pelo tsunami e pelas cinzas. As linhas de internet e de telefone caíram deixando os 105.000 residentes nas ilhas praticamente incomunicáveis por semanas. As autoridades confirmaram a morte de três pessoas pelo fenômeno. As ondas avançaram milhares de quilômetros e atingiram países com menos experiência neste tipo de desastre, incidentes foram registrados em países como Peru, Estados Unidos, Equador, Chile, Canadá e Japão.

5. JANEIRO MAIS MORTAL (BRASIL)

O Brasil registrou recorde de mortes notificadas pelos cartórios de registro civil em janeiro deste ano. Foram 144.341 mortes no mês, um aumento de 5% em relação a 2021. Segundo a organização, foi o primeiro mês do ano mais mortal desde o início da série histórica, em 2003. Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, abastecido em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos 7.658 Cartórios de Registro Civil do país — presentes em todos os 5.570 municípios brasileiros. Segundo os dados, as mortes por pneumonia passaram de 12.745 em janeiro de 2021 para 21.718 neste ano. Enquanto o total de mortes em janeiro de 2022 no Brasil cresceu 5%, os falecimentos por mortes Naturais — aquelas causadas por doenças — cresceram 2,7%. Já as Mortes por Causas Violentas — aquelas em razão de homicídios, acidentes de veículos, suicídio, entre outras — aumentaram 81%.

6. CRISTÃOS PERSEGUIDOS

Segundo a Portas Abertas, organização que apoia cristãos perseguidos no mundo, mais de 360 milhões de cristãos estão sujeitos a pressão e violência ao redor do mundo. Isso quer dizer que um em cada sete cristãos enfrentam hostilidade por causa da fé em Jesus. Segundo a organização, o Afeganistão é o país onde os cristãos são mais perseguidos no mundo, à tomada do poder pelo Talibã contribuiu para a liderança. O país ultrapassou a Coréia do Norte (Líder da lista há 20 anos) e passou a ocupar o 1º lugar no ranking de países onde é mais difícil ser cristão. Segundo a organização, Cuba e Níger entraram para o ranking atual de 50 países. Ainda de acordo com o ranking, três países da América estão entre as nações que mais perseguem cristãos, são eles: Colômbia (30ª), Cuba (37ª) e México (43ª).

7. FOME E SECA NO ‘CHIFRE’ DA ÁFRICA

Treze milhões de pessoas estão a passar fome na Etiópia, Quénia e Somália na sequência da seca no Chifre de África, a pior desde 1981, alertou o Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU. O PMA disse que os criadores de gado estão vendo seus animais morrer em larga escala. Além disso, os rebanhos estão morrendo de sede e de fome. Por três vezes consecutivas, as temporadas de chuva falharam. Sem plantações e sem rebanhos, muitas famílias acabam tendo que abandonar suas casas e os conflitos entre as comunidades já aumentaram. O PMA alertou que o cenário pode piorar nos próximos meses, pois as previsões são de que continuará a chover abaixo da média.

8. GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS

Além da guerra entre Rússia e Ucrânia, ao menos outros 28 países passam por conflitos ou registram combates armados entre forças do governo e grupos rebeldes neste início de 2022, segundo levantamento realizado pelo Projeto de Dados de Localização e Eventos de Conflitos Armados (Acled, na sigla em inglês). Segundo eles, 29 países registram conflitos ativos em 2022, são eles: Ucrânia, Somália, Síria, Mianmar, Iêmen, Afeganistão, Iraque, Burkina Fasso, Etiópia, Mali, Nigéria, Paquistão, Colômbia, Índia, Sudão do Sul, Filipinas, Rep. Democrática do Congo, Camarões, Venezuela, Egito, Quênia, Tailândia, Indonésia, Níger, Azerbaijão, Líbia, Senegal, Costa do Marfim e Burundi. Cinco países registram a maior violência entre os 29 da lista; Iêmen, Nigéria, Síria, Mianmar e Somália respondem por 44,6% dos eventos e 55% das mortes.

9. ENCHENTES E DESLIZAMENTOS NO RIO DE JANEIRO (BRASIL)

Um temporal em 15 de fevereiro em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, provocou pelo menos 233 mortes. O município registrou 5.074 ocorrências e chamados, muitos deles relatando deslizamentos de terra. De acordo com a equipe Técnica e Científica da Polícia Civil, o município registra 233 óbitos, sendo 138 mulheres e 95 homens, entre os quais 44 são menores. Além disso, há cinco desaparecidos e mais de 1 mil desabrigados na cidade. O temporal foi o maior registrado na história da cidade. Os registros começaram a ser feitos em 1932. Em apenas seis horas foram registrados 260mm de chuva – a maior parte, 230mm, em três horas. Isso era o esperado para o mês inteiro para a cidade. Os danos são maiores porque a tempestade foi muito concentrada no Centro da cidade. Os deslizamentos causaram grande repercurssão em todo o mundo.

10. FALSOS PROFETAS

Álvaro Theiss, de 73 anos, mais conhecido pelo apelido Inri Cristo, é um astrólogo. Ele ganhou notoriedade após aparecer em dezenas de programas de televisão atuando como a reencarnação de Jesus Cristo. Segundo ele, em 1979, enquanto jejuava, chegou à conclusão de que era Jesus Cristo renascido. Ele recebeu uma mensagem divina na forma de uma voz em sua cabeça. Nos dias que se seguiram, abandonou o nome antigo e passou a se referir como “Inri Cristo”. Ele prega com frequência no YouTube, Instagram e Facebook, onde tem milhares de seguidores. Ele é um dos casos considerados por muitos como “falsos profetas”, que segundo a Bíblia, aponta para o fim dos tempos. Além dele, diversos casos foram notificados pela imprensa do mundo todo em que líderes religiosos cometem diversos crimes como sonegação, abusos sexuais, racismo e ódio, porte ilegal de armas, entre outros, além de dezenas de casos envolvendo cristãos que dizem respeito a falsos profetas – “Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão sinais e maravilhas para, se possível, enganar os eleitos. Por isso, fiquem atentos: avisei-os de tudo antecipadamente. Marcos 13:22-23”. 

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página