in

Alemão é preso no Rio de Janeiro com estúdio de pornografia infantil

Klaus Berno Fischer, de 73 anos, natural de Berlim (Alemanha), foi preso nesta quinta-feira (13), acusado de manter um estúdio para produção de material infantil impróprio, na região de Santíssimo, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Publicidade

Segundo o jornal O Globo, agentes da 35ª DP (Campo Grande) foram informados que ele estava se escondendo num sítio em Seropédica, na Baixada Fluminense, depois que ficou sabendo das investigações.

A polícia informou que, no momento da abordagem, Fischer tentou fugir mas acabou caindo durante a fuga e machucou o rosto.

Na casa em Santíssimo, os policiais encontraram objetos e brinquedos infantis, como balanços, uma gangorra e balões de ar, que estavam junto a diversos itens de sadomasoquismo, como roupas íntimas, algemas e fantasias.

PUBLICIDADE

As paredes da casa de três cômodos, que fica em uma área de mata em frente à comunidade Cavalo de Aço, tem paredes cobertas com tecidos infantis e toda uma estrutura de filmagens. O material era vendido para a Alemanha através da deep web.

O alemão também é proprietário de uma agência de turismo localizada no bairro de Copacabana, no Rio, e por isso tem permissão para viver permanentemente no Brasil.

Os investigadores acreditam que ele tenha usado sua agência para promover turismo sexual de crianças e adolescentes. A Polícia Federal passará a integrar a força-tarefa, junto com a Polícia Civil, para identificar partícipes do esquema e reunir mais provas contra Fischer.

Publicidade

Mulher quebra obra caríssima de Romero Britto em protesto contra ele

Irmão de Donald Trump está internado em estado grave, diz Casa Branca