Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Anderson Silva se arrepende de ter votado em Lula e diz que o diabo é a esquerda

Publicado

em

O polêmico pastor da Igreja Vivo Por Ti, Anderson Silva, voltou a criticar a esquerda, bem como seu principal pré-candidato à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva. O religioso revelou que votou em Lula no seu primeiro mandato, em 2002, mas que se arrependeu explicando alguns motivos.

O pastor usou as redes sociais para comentar sobre uma foto que anda circulando na web do pastor Silas Malafaia ao lado de Lula naquela época. Apesar de ter pontos de discordância com o líder da ADVEC, Anderson Silva saiu em defesa do pastor na questão moral.

“Moralmente não existe a menor possibilidade de me posicionar numa política de esquerda, pois ela é totalmente excludente ao que o evangelho preserva”, disse o pastor.

Anderson revelou que votou em Lula em 2022 por desconhecimento acadêmico e afirmou que hoje o diabo é de esquerda.

“Votei no Lula no primeiro mandato, justamente por não possuir conhecimento acadêmico daquilo que as esquerdas representam. Hoje, como um acadêmico, tenho acesso, o conhecimento e o dever de propagar que Deus não possui partido político, mas sem dúvida, o Diabo é de esquerda!”, alegou.

Silva segue explicando que boa parte dos evangélicos votaram no PT naquela época, por crer nas possibilidades sociais de justiça. E segundo ele, o estudo histórico mostrou a falácia e o uso do “escudo minoritário” para ocultar maldades, corrupções e desconstrução social.

“Não existe a menor possibilidade de um cristão autêntico conhecer todo o escopo filosófico da escola de Frankfurt, e apoiar as esquerdas. Eu não voto em político para que eles preguem o evangelho no meu lugar, mas para que não me impedem de pregar o evangelho como ele é”, escreveu o pastor.

Anderson criticou os evangélicos que defendem políticas de esquerda e seus candidatos. Ele citou alguns líderes cristãos que se enquadram neste quesito, e que na visão dele, estão “flertando com o liberalismo teológico”.

“Uma onda revolucionária e desconstrutiva invadiu até mesmo a igreja. Surgiram de todos os lados pastores e políticos evangélicos de esquerda. Nomes do gospel como Paxtorzao, Leonardo Gonçalves, Pregador Luo estão flertando com o liberalismo teológico. Preto no Branco e Daniela Araújo foram se apresentar recentemente numa igreja gay, onde duas mulheres casadas são as pastoras”, disse.

Segundo Silva, ele jamais apoiará a esquerda e que vai lutar contra o liberalismo teológico e moral nas igrejas. Além disso, afirmou que o povo cristão está numa “guerra cultural e moral” onde os evangélicos precisam escolher um lado.

https://www.instagram.com/p/CXhMY_KPFrX/













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página