André Valadão tenta lucrar com cartão de crédito gospel para evangélicos

O pastor e cantor gospel André Valadão está sendo alvo de uma enorme polêmica, dentro e fora da igreja, envolvendo sua marca “Fé”.

Cantor gospel André Valadão lança cartão de crédito "Fé".
Cantor gospel André Valadão lança cartão de crédito “Fé”.

Depois de comercializar camisas, bonés, canecas, adesivos, bíblias, pulseiras e até capacetes, André Valadão chegou ao ápice de seus negócios, ao lançar um cartão de crédito especialmente para o público evangélico, “Fé Card”.

O projeto é uma parceria do cantor gospel com o Banco BMG, e é destinado, especialmente, para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos federais e estaduais. Prometendo não cobrar taxas de anuidade e de adesão.

Com o cartão de crédito, que tem bandeira Mastercard, o cliente pode fazer compras no crédito em milhares de estabelecimentos do país. O cantor gospel deve ganhar comissões em cima de compras e empréstimos realizados no cartão, da forma que acontece com outros do gênero.

Por conta da iniciativa, André Valadão vem sendo bastante criticado, não só pelos internautas, como também pelos próprios evangélicos, que enxergam na ação uma exploração abusiva da fé alheia, ferindo os propósitos do próprio Evangelho, tendo em vista que o cartão de crédito não traz nada de especial para os cristãos, especificamente, sendo apenas uma forma de lucrar mais.

A própria venda de camisas, bonés, bíblias etc, já são condenáveis por uma ala mais conservadora da igreja evangélica, que vê nisso a mercantilização da fé. Criar um cartão de crédito específico pode ter sido um afronte ainda maior.

O cantor gospel apresentou seu novo empreendimento durante culto na Igreja Batista da Lagoinha, a qual é ligado. André Valadão não se pronunciou ainda sobre a polêmica.

Cantor gospel André Valadão lança “Cartão Fé”.