Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Andressa Urach é internada após querer sacrificar filho, diz marido

Publicado

em

Andressa Urach e Thiago - Imagem: Reprodução/Instagram

A influenciadora digital Andressa Urach está internada há duas semanas após ter tido um surto psicótico. A informação foi confirmada pelo marido, o empresário Thiago Lopes.

Através de um vídeo publicado em seu canal no Youtube, no último sábado (12/11), Thiago disse que Andressa está internada há duas semanas depois que teria ameaçado sacrificar o próprio filho em uma oferenda religiosa.

“Ela está na ala psiquiátrica de um hospital, porque teve um ‘delírio psicótico místico’, foi o que a médica falou assim que a recebeu. Não é um diagnóstico. Ela ainda estava com certa desconexão com a realidade”, disse Thiago.

Segundo ele, o sumiço nas redes sociais de Andressa, notado e comentado pelos fãs nos últimos dias, se deve a esse fato. A última publicação de Andressa em seu perfil no Instagram foi no dia 27 de outubro, há mais de duas semanas.

Lopes também atualizou o estado de saúde da modelo.

“Há dois dias eu falei com a médica novamente, ainda não tem um diagnóstico. Ela relatou um episódio que aconteceu com a Andressa, eles estão administrando os medicamentos e (ela) não tem previsão de alta. Além do borderline que Andressa foi diagnosticada, surgiram essas outras situações. Falta uma palavra final da equipe médica para saber do que se trata”, contou.

Sobre o episódio em que a influenciadora ameaça sacrificar o filho Leon, Lopes explicou:

“Na noite da madrugada de sábado a Andressa teve um surto psicótico aqui em casa, foi um episódio bem assustador. Chegou a colocar a vida do Leon em risco, a minha e a da minha mãe. Durante o surto, ela chegou a falar que o Leon seria o Isaac (da Bíblia), que eu oferecesse Leon como sacrifício. São coisas desconexas com a realidade. Foram várias coisas assustadoras que são tristes de falar”, disse.

Segundo o empresário, o Samu e a Polícia Militar foram chamados para “solucionar a situação”. Além disso, contou que já está ajuizando a ação de divórcio.

“Com o borderline já era difícil. Agora, com esses novos problemas que surgiram, fica inviável manter o casamento. Não dá para lutar sozinho. Lutei por dois anos, perdoei o que a maioria não perdoaria, mas infelizmente meu casamento chegou ao fim por uma doença psiquiátrica”, afirmou.

Asssita:







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página