Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Assembleia de Deus Ministério do Belém emite nota sobre o pastor Paulo Marcelo

Publicado

em

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério do Belém de São Paulo emitiu nesta sexta-feira (18/02), uma nota pública sobre o Pastor Paulo Marcelo Schallenberg, apoiador de Lula - Foto: Redes Sociais

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério do Belém de São Paulo emitiu nesta sexta-feira (18/02), uma nota pública sobre o Pastor Paulo Marcelo Schallenberg, que tem usado indevidamente o nome da instituição.

Segundo a nota, assinada pelo vice-presidente Wellington Costa Junior, Paulo não é membro nem da igreja, nem da convenção das Assembleias de Deus. A nota finaliza que o religioso não representa a AD.

“A Igreja Evangélica ASSEMBLEIA DE DEUS em São Paulo MINISTÉRIO DO BELÉM, vem através desta NOTA OFICIAL informar que o SR. PAULO MARCELO SCHALLENBERGER NÃO É membro de nossa IGREJA e CONVENÇÃO O mesmo NÃO NOS REPRESENTA, bem como NÃO TEM procuração para falar em nome de nossas Instituições”, disse a nota.

Paulo Marcelo tem dito na imprensa que é Pastor da Assembleia de Deus Ministério do Belém em São Paulo e que fazia parte da CGADB, e a informação foi divulgada por grandes jornais como Estadão, Folha de São Paulo, UOL e até portais cristãos.

Paulo Marcelo decidiu apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República em dezembro de 2021. Naquela época, Paulo se reuniu com Lula por cerca de duas horas para sacramentar o apoio ao pré-candidato do PT. Além disso, fechou as últimas informações para o lançamento do podcast e do programa evangélico que devem ser lançados pelo partido nas próximas semanas.

Nos últimos dias, Paulo chegou a declarar que a igreja evangélica está deixando de ser influenciada, e que a polarização da escolha unilateral do voto está deixando de ser forte no segmento.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) foi um dos pastores a compartilhar a nota da AD de Belém nas suas redes sociais. “PIADA! O PT está muito bem representado no mundo evangélico por um mentiroso”, escreveu Malafaia.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página