Conecte-se conosco

Brasil e Mundo

Ataque contra judia na Bahia é tratado como racismo e injúria

Publicado

em

Mulher é contida por homem à esquerda; à direita, a proprietária da loja - Imagem/Reprodução

Neste domingo (04/02), a suspeita de um ataque antissemita contra uma comerciante judia, identificada como Herta Breslauer, em Arraial d’Ajuda, Bahia, prestou depoimento à Polícia Civil.

A mulher, de nacionalidade chilena e não divulgada a identidade, foi liberada, pois não houve flagrante, informou o delegado Paulo Henrique de Oliveira, coordenador da 23.ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior.

A investigação abrange os possíveis crimes de racismo, injúria, grave ameaça, dano qualificado e tentativa de agressão. O episódio, registrado em vídeos compartilhados nas redes sociais na última sexta-feira (2), mostra a mulher proferindo ofensas à lojista.

“Sionista, assassina de crianças. Eu vou te pegar, maldita sionista,” grita a mulher enquanto avança contra a comerciante. Um homem tenta contê-la e levá-la para fora da loja, mas objetos são derrubados durante o incidente.

A delegacia destacou que a liberação da suspeita não impede a continuidade das investigações, que buscam esclarecer os eventos ocorridos durante o ataque.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página