in

Bianca Toledo discute com seguidora que insinuou que ela arquitetou contra ex-marido

Bianca Toledo acabou discutindo com uma seguidora agora há pouco em suas redes sociais, por conta do caso envolvendo seu ex-marido, o Pr. Felipe Heiderich.

Publicidade

Anos atrás, Bianca afirmou que Felipe, à época seu esposo, era gay e teria abusado seu filho, que tinha 5 anos no período. O pastor foi preso e inocentado tempos depois pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro por falta de provas, a pedido do Ministério Público.

Hoje (12), Bianca Toledo publicou um texto de Ana Caroline Campagnolo, que fala sobre não confundir as personalidades das pessoas com as quais nos relacionamos.

“Existem quatro tipos de pessoas no mundo:⁣ As que devem ser apoiadas, ⁣as que devem ser convencidas, ⁣as que devem ser abandonadas e as que devem ser desmascaradas. ⁣Confundir ou deliberadamente trocar essas pessoas entre as categorias é falta de amor por elas e pela humanidade.”, diz o texto.

Uma seguidora rebateu, e insinuou que a “pastora” (usada entre aspas) teria manipulado midiaticamente uma situação que foi automaticamente ligada ao episódio envolvendo seu ex-marido.

PUBLICIDADE

“… e existem as [pessoas] que temem a Deus! Não é “Pastora”? Manipulações com palavras bonitas e uso excessivo da mídia não provam nada!! Lamentável tamanho escândalo produzido [contra Felipe Heiderich] e que tudo indica arquitetado por uma pessoa que conhece e prega o evangelho de Jesus. Oremos por arrependimento genuíno, conforme nos ensina a palavra de Deus!! Obs.: Ele [Felipe] provou judicialmente sua inocência, e agora “Pastora”?!”, questionou.

Bianca Toledo rebateu: “Provou [A inocência]? Pare de repetir asneiras! A preguiça de pensar leva as pessoas à ruína.”

Bianca Toledo responde seguidora nas redes sociais.

Felipe Heiderich foi absolvido pela justiça do Rio de Janeiro dia 3 de abril de 2019, a pedido do Ministério Público Estadual, de todas as acusações feitas por Bianca Toledo, por falta de provas que comprovassem sua culpabilidade.

Publicidade

Não dê ouvidos às críticas de pessoas que nunca construíram nada de valor

Damares Alves defende que trans Suzy Oliveira “tem direito à ressocialização”