Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Bolsonaro lamenta aprovação do aborto na Colômbia: “Que Deus olhe pelas vidas inocentes”

Publicado

em

Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (22/02), o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a decisão tomada pela Justiça da Colômbia de descriminalizar o aborto nas primeiras 24 semanas de gravidez, ou seja, até seis meses de gestação.

Por meio de uma postagem nas redes sociais, o presidente disse que vidas inocentes estão agora “sujeitas a serem ceifadas com anuência do Estado no 6º mês de gestação”. Além disso, afirmou que lutará para proteger a vida das crianças brasileiras.

“Que Deus olhe pelas vidas inocentes das crianças colombianas, agora sujeitas a serem ceifadas com anuência do Estado no ventre de suas mães até o 6° mês de gestação, sem a menor chance de defesa. No que depender de mim, lutarei até o fim para proteger a vida de nossas crianças!”, escreveu Bolsonaro.

A Corte Constitucional da Colômbia descriminalizou o aborto nas primeiras 24 semanas de gravidez, na última segunda-feira (21/02). Após mais de oito horas de debate, o Supremo Tribunal do país tomou a decisão histórica com uma maioria simples de 5 a 4.

A decisão da Corte Constitucional é inédita no páis e coloca a Colômbia na lista de países latino-americanos que descriminalizaram o procedimento. Além dela, o aborto é permitido na Argentina, Uruguai, Cuba e Guiana. No México, é autorizado até 12 semanas em algumas regiões.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página